segunda-feira, 24 de abril de 2017

QUANDO EU ME AMEI

Unsplash-David Solce

Quando eu me amei, vi em mim mesma coisas que jamais imaginei encontrar, existia algo ali, um brilho, uma luz diferente que eu vinha deixando passar há algum tempo, mas, então, eu percebi, eu olhei para mim, eu me amei.
Eu até gostava do meu sorriso, ou do meu olhar, só que não de todo o resto, eu me achava sem graça, uma criança num corpo que não me pertencia, uma peça fora do quebra cabeças, era como se eu tentasse me encaixar no lado errado, e mesmo sabendo disso eu continuava ali, meio que me confortando, meio que com medo de mudar.

Não, eu não conheci ninguém que me fizesse enxergar meu melhor lado, é estranho dizer isso?! Ou melhor, precisar de alguém para te mostrar seu verdadeiro eu?! Eu me enxerguei sozinha, eu me descobri sem precisar de ajuda, mas sei que nem sempre é assim.
Algo me despertou, confesso que ainda não sei o que foi, talvez meu subconsciente me lembrando de que eu valho a pena, talvez um sorriso que eu ganhei de uma pessoa qualquer, não sei, só sei que eu acabei olhando no espelho, não mais procurando minhas imperfeições, e sim tentando ver além, eu vi.

Quando eu me amei, tudo mudou, não foi assim de uma hora para outra, levou tempo, uma dedicação acima do normal, mas eu me enxerguei. Vi que a minha miopia não era só do lado de fora, faltava um óculos para dentro, eu consegui, encontrei uma alma cheia de cor, de planos, de vontades, meus pensamentos em turbilhão eram puros, singelos, eu enxerguei meu coração.
E todo meu universo se acoplou na minha visão,  tudo o que eu era, meu verdadeiro eu escondido finalmente se mostrou, ganhei um novo significado, eu floresci.

12 comentários :

  1. Oie
    Adorei a reflexão, é importante se amar e reconhecer nossas qualidades, na maioria das vezes não fazemos isso.

    Beijinhos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Nessa
      Que bom que gostou,obrigada :D
      Exatamente,precisamos reconhecer em nós mesmas aquilo que temos de melhor,isso é super importante :D
      Beijos ^.^

      Excluir
  2. A vida lhe despertou né?Entendo bem esse sentimento.Sempre tive problemas de insegurança comigo mesma e não conseguia aceitar isso.A partir do momento, que tu aceita e começa a avaliar tudo que está certo errado em você, o processo de "cura" é bem mais fácil hm?
    Amei esse texto, me fez pensar!

    beeijão :)
    http://www.carolhermanas.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim Carol,acredito que a insegurança vem mais porque não nos encaixamos no padrão que a sociedade impõe,mas quando nos aceitamos,quando olhamos para dentro e nos amamos,a cura é bem melhor :)
      Que bom que gostou do texto,obrigada :D
      Beijos ^.^

      Excluir
  3. Oi, oi moça.
    Acho que esse momentos de despertar nosso auto conhecimento é tão importante quando lindo. Adorei o texto, mostrou bem como devemos nos amar até pelo minimo <3
    Beijos!
    Borboletas de Papel | fanpage - twitter - instagram

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Aline :D
      Verdade,precisamos nos conhecer e nos amar como somos <3
      Que bom que gostou,obrigada <3
      Beijos ^.^

      Excluir
  4. Jenny, que texto mais encantador. Me definiu por completa! Porém, eu sei o que despertou isso em mim, a sede por provar a mim mesma que meu ex estava errado sobre tudo que ele falava, sobre todas as palavras humilhantes que ele sempre proferia a mim. Foi o ódio e raiva por ele que me dediquei a me encontrar novamente, a me redescobrir, a me amar de verdade e, principalmente, a me aceitar exatamente como sou. Então, transformei ódio em amor, amor por mim mesma. Me enchi de luz e todos aqueles que falam comigo desde então, me repetem constantemente que é visível demais que eu sou outra pessoa, mais cheia de paz, amor, gratidão por tudo, também uma pessoa completamente leve, de bem consigo mesma. E é assim que me sinto, é assim que decidi ser. Quando me amei de verdade, percebi que eu era a maior vilã da minha história e que não existiria final feliz, nem meio, se eu não aceitasse muita coisa, começando pelo meu passado, pelas pessoas que me magoaram, pelas que partiram e as que eu me afastei. Então, definitivamente eu compreendo seu texto, pois provei das tuas palavras, vivo elas. Aconselho a todos que leiam, portanto, irei compartilhar em algumas redes sociais minhas. Obrigada por me lembrar - mesmo que eu não tenha esquecido - o quanto é gostoso e prazeroso se amar.

    Beijos,
    Última postagemBlog Gaby DahmerFanpage

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah Gaby,seu comentário me emocionou <3
      Sei que términos são difíceis,ainda mais quando uma das partes atribuí a outra toda a culpa pelo fim,mas gostei de saber que você deu a volta por cima,e seu amor próprio prevaleceu.
      Que você seja sempre feliz e obrigada pelo comentário maravilhoso <3
      Beijos ^.^

      Excluir
  5. Lindo seu texto. Eu já fiquei procurando muitas imperfeições em mim. Ainda tenho elas, mas aprendi a olhar para mim de um outro ângulo.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Lary,que bom que gostou <3
      Todos nós temos imperfeições,e sempre vamos ter,mas aprender a olhar para nós mesmos com outros olhos faz a diferença <3
      Beijos ^.^

      Excluir
  6. É lindo quando a gente se ama e o mais lindo ainda é quando nos amamos por completa sem precisar de ninguém para isso! ♥

    www.blogfeeminices.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Thayná,amor próprio é tudo ♥
      Beijos ^.^

      Excluir

Germine aqui um pouco de amor. ♥