24 janeiro 2017

CARTA PARA MINHA MELHOR AMIGA


Hoje estava arrumando o quarto porque sim, continuo com o hábito de acreditar que toda segunda-feira tem que começar com mudança ainda que seja no meu quarto. E olha ele realmente estava precisando. Tirei tanta roupa, socada, amassada, empoeirada e fedendo a mofo que ás vezes penso que se mexer mais acabo chegando em Nárnia.
No meio daquela bagunça toda advinha quem achei? Sim. Você estava guardada em meu guarda roupa na forma daquela camisa xadrez azul com rosa que te pedi a uns dois anos emprestada e nem se quer cheguei a usar porque o espelho me confirmou que ela havia sido feita sob medida para você. Eu tanto acredito nisso que até hoje se encontrar com alguém com essa blusa na hora penso "Como assim?".
Sua camisa estava lá bem no fundinho da gaveta, naquele cantinho que quase nunca toco. De repente uma mistura de cheiro de roupa velha e saudade invadiram o quarto, que já não cabia mais eu ali naquele espaço tão repleto de você e da sua gargalhada de porco "ronc ronc". Comecei a rir de doer a barriga com direito a lágrima no cantinho do olho.


Você lembra do dia da fila do cinema? Eu cantarolando alguma música da Mallu Magalhães e você torcendo o nariz para meu gosto musical tão destinto do seu. Ou de como aquele carinha de black ficou nos encarando porque achou que eramos um casal, e de como fizemos disso uma grande piada. Diz que lembra, por favor.
Achei também na minha penteadeira o batom que você usou naquela festa de casamento chata. Ficamos tão entediadas que até as piadas da terceira série eram melhores que os noivos. Por isso guardo esse batom até hoje, para lembrar que mesmos nos piores momentos é possível rir, mas preciso confessar que a cor dele é horrível.

Já faz tempo que não vamos ao cinema, Mac, shopping, livrarias e cafés muitos cafés, mas só para mim, para você sempre uma coca-cola extra gelada.


Queria dizer que hoje bateu aquela saudade com essência de cupcake colorido aquele que só você sabe fazer.
Saudade dos seus conselhos pobres de argumentação e dos meus cheios de frases de mãe, meu vocabulário sempre foi mais rico com você. Bateu saudade do seu jeito desengonçado, da suas músicas estranhas, bateu saudade de nós duas jogadas na cama imaginando como seria seu casamento, se um dia você encontrasse alguém que suportasse essa risada estranha.
Quando foi que crescemos? Quando foi que a vida nos tragou para esse mundo cinza? Bateu saudade. E te escrevo porque meus sentimentos ainda não se acostumaram com esse mundo virtual e pouco sentimental, ainda sou daquelas que gosta de receber cartas, e sei que no fundo ainda que não confesse e jure de pés juntos que detesta essas coisas, sei que seu coração se aquece tanto quanto o meu quando abre a caixinha dos correios e vê seu nome no destinatário.

P.S: Devolva meu box de Gossip Girl



Um beijo minha Ron Ronc

8 comentários:

  1. Oie
    Que lindo texto, cheio de sentimentos lindos de amizade. Me fez lembrar de uma amiga muito querida, que já não tenho tanto contato, mas sempre que podemos saimos juntas e colocamos o papo em dia. Adorei.

    Beijinhos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Camila, que lindo seu texto. Me fez lembrar dos meus amigos que tive de deixar pra trás quando meus pais decidiram mudar de cidade. Sinto falta do contato ao vivo com eles sabe... sei bem como faz bem ter os melhores amigos bem pertinho da gente.
    Beijos
    [SORTEIO] Aniversário de 1 Ano: Livro - Perdida
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir
  3. Eu ri com o PS hahahaha! Acho que toda história de melhor amiga é sempre a mesma, coisas emprestadas, momentos divididos, sonhos compartilhados... Infelizmente a gente cresce e o contato diminui um pouco e não fazemos mais as coisas de sempre, mas temos que arranjar tempo para poder se encontrar <3

    Um beijo! ♥
    www.daniquedisse.com.br

    ResponderExcluir
  4. Pessoas com risadas de porco são as melhores da vida, kkkkkk. Dou altas risadas...
    Que texto lindo, transbordando saudades. Isso me faz lembrar as minhas amizades de anos que, hoje, já são tão distantes por conta do tempo, vida, destinos e compromissos.

    Beijos,
    Blog Gaby DahmerFanpage

    ResponderExcluir
  5. Olá, tudo bem? Lindo demais esse texto, dá para ver que foi escrito cheio de sentimentos. Adorei!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  6. Oi Cá!

    Mais um texto lacrador! É muito bom receber cartas! E o meu foi esse PS no final hahahahaha devolve o BOX de GG, poxa rsrsrsrs

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  7. Camila eu amei. a carta é linda, ao ler me veio muitas lembranças de uma época não tão distante assim. Mas, as pessoas que convivíamos diariamente e hoje falamos tão pouco, outras falamos mais por rede social mas, se mudaram para outros Estados.
    A vida é bela e a vontade de ter certos reencontros só aumenta.
    Amei o texto.
    beijos.

    meumundosecreto

    ResponderExcluir
  8. Ooi Camila, tudo bom??
    Que texto MARAVILHOSO, esse mês foi aniversário da minha melhor amiga e bateu aquela nostalgia sabe,
    Não adianta, a vida pode separar, a correria do dia dia atrapalhar, mas melhor amiga sempre vai ter aquele lugar guardado no coração, e na bagunça do quarto SHAUSHAU
    Beijoos,
    Sétima Onda Literária

    ResponderExcluir

Germine aqui um pouco de amor. ♥