s Te conto Poesia: NOSSA CAIXA DE PANDORA

segunda-feira, 6 de junho de 2016

NOSSA CAIXA DE PANDORA


Essa noite deitei a cabeça em sua velha almofada e foi impressionante ver como o teu cheiro ainda esta nela, mesmo depois de todo esse tempo. A verdade é que seu cheiro, seu maldito cheiro, seu bendito cheiro está impregnado em cada canto dessa velha casa. Até esse corpo fraco exala a mais doce essência do teu bendito, maldito cheiro. Meu olhar no teto fita lembranças de um passado que ainda visita o meu presente.

Essa casa é como a caixa de pandora toda vez que abro a porta sinto que liberei todos os males do mundo, e acredite eles dançam todas as noites com minha solidão. As fotos daquela primavera que dormimos juntos de baixo do velho pé de jabuticaba foram ruídas pelas traças da amargura.
Enquanto relembro mais uma vez o por quê não pensar mais em você meu tolo coração grita por mais uma humilhação. Falo a mim mesma que já passou, acabou, mas basta olhar a estante e ver o espaço vazio que teus livros deixaram que tudo volta, e faz reviravolta dentro mim.

Então me jogo novamente no mar do desespero, vou para mais fundo, bebo um pouco mais de desamor, e finalmente me afogo perdida em uma história que começava Eu, Você, Nós...
Não é incrível como depois do seu “a gente se se vê”, tudo ficou jogado, bagunçado, revirado. E essa tola continua tentando organizar aquilo que você não fez nem questão de levar. 
Na rádio ouço uma música que um dia poderia jurar que havia sido escrita para nós, mas agora até as notas parecem estar em desarmonia, talvez ela sempre foi assim, desajustada aos nossos ouvidos.
Só queria que soubesse que hoje vou me encontrar novamente com tua velha almofada, e espero rever teu bendito, maldito cheiro amor...

10 comentários:

  1. Ai ai ♥ Amei, apenas. Acho que teu texto se encaixou comigo de uma forma que, olha, nem se eu te contasse minha vida atual seria descrita tão bem como fez. Enfim, tá lindo.

    ResponderExcluir
  2. Nossa,que lindo <3
    E esse cheiro que se mistura às lembranças e faz o peito vibrar,nem sei o que dizer... :D
    Amei Cami :)
    Beijos ^.^

    ResponderExcluir
  3. Que texto mais lindo Cá! Como eu estava com saudades de lê eles, você nem imagina! ♡ Amei demais! Um beijooo ♡

    ResponderExcluir
  4. Adorei! Curto, bonito e tocante! E super me identifiquei, porque eu adoro cheirar o travesseiro do maridão rsrsrsrs

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  5. Muito legal o texto. É impressionante como um cheiro nos remete tanta coisa, né?!
    boa semana :)

    Red Behavior

    ResponderExcluir
  6. Oi Camila, tudo bem?
    Adorei o texto, muito bom!
    Perfumes e cheiros são realmente coisas muito marcantes, é difícil desvincular "da pessoa".
    Beijos,

    Priscilla
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  7. Olá,
    Que lindo esse texto.
    Me lembrou de quando eu era mais nova e tinha cheiro do boy numa camisa minha, quando viajei...
    Mas hoje em dia eu tacaria fogo em tudo mesmo kkkkkk

    tenha uma ótima terça.
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  8. Esses pequenos detalhes que ficam, eles sempre nos trazem imensas lembranças. E quase nunca se vão por completo! Eu até gosto deles <3

    Amei seu blog, tudo muito lindo e aconchegante por aqui.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Oii Cami! Parabens pelo texto. Sabes o quanto adoro teus textos ne? Sabe, sempre guardo pessoas com cheiros. Qualquer pessoa que eu conheco, tenho o costume de guardar o cheiro. Meio louca ne? Mas acho que cheio remete a lembrar alguem. Enfim, olha eu devaneando por aqui.. hahaha. Beijos

    ResponderExcluir
  10. Nossa Mila quanto tempo que não leio um texto assim e devo dizer que resumiu minha vida por um tempo hoje, devo dizer, já não é mais assim e retornei a superfície deixando tudo no fundo do mar, de vez em quando uma lembrança ou outra insiste em surgir mas deixo a maré levar para longe enquanto sigo a vida. Amei o texto moça :)

    ResponderExcluir

Germine aqui um pouco de amor. ♥