03 maio 2016

SEMPRE FOI VOCÊ


Oi.
Hoje ao chegar em casa depois de uma verdadeira maratona de trabalho fui recebida pelo zelador com um sorriso simples, ele segurava em suas mãos um pequeno envelope branco, me entregou e saiu sorrindo. Quando vi que se tratava de uma carta senti meu coração acelerar em um ritmo que parecia uma verdadeira escola de samba aqui dentro do peito.Confesso que custei acreditar quando li o seu nome no remetente. Entrei em casa joguei a bolsa no chão sentei no sofá, fiquei olhando durante um tempo para o envelope em minhas mãos e então cuidadosamente o abri, li sua carta com pressa, depois devagar, após com carinho, em seguida com afeto e por último bom, por último sempre será com amor. 

Escrevi uns três começos de cartas e achei que estava formal demais, depois afoito demais. Por último novamente deixei que as palavras calmamente me revelassem com amor. 
Recebi sua carta no último dia de outono, não consigo acreditar que vai completar um ano daquele beijo com gosto de mar, com gosto de profundidade de mar, meus lábios depois dos teus nunca mais nadou em outras águas, você sabe. 
  
Pensei em não te responder não por maldade nem algo parecido, mas é que durante este um ano tratei de relatar todos meus sentimentos ainda que distorcidos e mal colocados á você e nunca obtive nenhum retorno nem que fosse um sms de madrugada dizendo oi, nada absolutamente nada foi o que recebi de você nesse ano, e não falo isso em forma de cobrança, mas é que já havia me acostumado de certa forma ser somente eu. Sua carta me chegou carregada de você, talvez mais do que todos esses anos que estivemos juntos. Te vi em carne ainda que metaforicamente falando, vi que sangrou que doeu, que ainda está exposto e confesso que te ver morrer assim nunca me fez sentir tão viva. Viva porque pude ter certeza que deixei cicatrizes assim como meu corpo carrega as suas. 

Conheci um mundo novo experimentei novos sabores apurei meu paladar, mas confesso que vez outra pego o telefone e disco o número daquele restaurante chinês só para lembrar de como era bom ficar em casa num sábado a noite desde que fosse ao seu lado. Ás vezes quando estou na rua e encontro alguma criança ruiva tenho vontade de abraçá-la só para me sentir mais próxima de algo que tenha você. Preciso te dizer que não esqueci meus chinelos ai, eu os deixei para você ter a certeza que por mais caminhos que eu percorra meus passos só se atracam no teu caís. 

Chorei em cada lugar que visitei e te mandei um postal, não de tristeza nem de alegria, mas chorei de saudade, saudade daquilo que queria viver contigo. Em cada um desses lugares deixei uma gota do nosso mar para confirmar ao mundo que por mais bela que seja a paisagem ou o lugar sempre ficará faltando uma peça do quebra cabeça: você. Sorri também, sorri pela liberdade que me proporcionou, por ter me dado espaço para descobrir sozinha o meu planeta. 
Queria eu que você tivesse descoberto naquela tarde, naquele aeroporto que o nó na sua garganta era amor. Amor entalado e encurralado por tanto tempo que quando se viu livre criou um desconforto tão grande que te fez desistir de vive-lo. 

Há moreno, quero dizer que se nesse universo não tiver como nossos planetas se realinharem a gente se muda e não se solta nunca mais. 
Sempre foi você, em cada música que cantei, em cada texto que te escrevi e por vergonha, medo não te enviei, em cada sorriso que me doeu a boca sempre foi e sempre será você. 
Não vou esperar outra carta nem que responda essa, espero mesmo é que da próxima vez que tocar nossa música eu possa esbarrar sem querer e cair nos teus olhos como da primeira vez. 


P.S: Lhe escrevo ao som The Smiths porque eles são mais vocês do que qualquer um poderia ser. 

23 comentários:

  1. Ahh,Cami,você e seus textos maravilhosos <3
    Acho que o pior é descobrir que você amava alguém depois que já não pode estar junto dela,porque aí percebe quanta felicidade deixou para trás...
    Simplesmente incrível,parabéns minha escritora :D
    Beijos ^.^

    ResponderExcluir
  2. Awn ! O que dizer desse texto que me deixou literalmente com um dó na garganta e um aperto no peito?! Tão poético, tão sincero, tão profundo e verdadeiro . Amei <3 Sem palavras, você escreve maravilhosamente bem. Compartilhei o texto no meu Face .
    Beijos,
    #fiquerosa

    Fique Rosa | Meu Canal YT

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Há que comentário é esse gente. ♥
      Fico muito feliz que tenha gostado, obrigada.
      Beijão

      Excluir
  3. Menina, você escreve muitoooo bem. Parabéns pelo texto muito bem escrito, cheio de sentimentos. Muito profundo, incrível. Beijos *-*
    http://www.ladystronger.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Quando eu crescer eu quero escrever igual voce! HAHAHAHA Meeeeeeu! Parabens. Sabe quando te faltam palavras pra dizer o quanto um texto te agradou? Essa sou eu. Voce provavelmente nao sabe, porque se eu considerar o texto acima, teu talento deve ser saber escolher as palavras HAHAHA (deu pra entender?) Enfim, continue sempre escrevendo e deixando meu coracao cheinho de sentimentos. Beijo beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rebeca nem sei o que comentar, apenas sentir. Obrigada. ♥

      Excluir
  5. Eu simplesmente adoro tudo o que você escreve e passa um filminho das imagens enquanto leio na minha cabeça, rsrs
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada do fundo desse coração manteiga derretida Elzinha. ♥

      Excluir
  6. Faço minhas as palavras da Elza, eu sempre imagino uma cena de filme com os seus textos, rs <3

    choveamoraqui.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso é o que motiva a sempre melhorar.
      Beijo

      Excluir
  7. Eu amo ler seus textos, sempre consigo me ver na situação descrita e isso é incrível. Texto maravilhoso esse (como se todos os outros não fossem) <3

    ResponderExcluir
  8. Ahhh, puro amor seu texto <3 O finalzinho encheu meu coração de emoções.
    Beijos
    www.purpurinaacida.com

    ResponderExcluir
  9. que textos lindo! faz tanto tempo que não recebo uma carta, senti a emoção daqui.

    beijo Camila
    www.garimpomag.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado Ana.
      Beijo moça

      Excluir
  10. Meu Deus, meu Deus, que texto mais MARAVILHOSO! Amei cada pedacinho dele e cheguei até a me identificar um pouco! Texto incrível <3
    Um beijão,
    Gabi do likegabs.blogspot.com ♡

    ResponderExcluir
  11. Cami, não preciso nem dizer que amei, pois isso já é de lei. Terminei a leitura desse texto com um sorrisinho no rosto e com o coração cheio de esperanças, pois ler um texto assim nos faz acreditar nas coisas bonitas da vida e principalmente nas coisas bonitas do amor. Beijos ♥

    www.quetransborde.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Há Lavínia bom é ler o que tu escreveu.💜

      Excluir
  12. Que texto é esse Brasil?! Simplesmente fiquei sem fôlego.
    Amei fiquei sem palavras <3
    Beijos!

    www.eagorafe.com

    ResponderExcluir

Germine aqui um pouco de amor. ♥