29 abril 2016

RESENHA | CIDADES DE PAPEL

Editora: Intrínseca
Número de páginas: 368

Sinopse:

"O para sempre é composto de agoras"
Margo mudou com a família para a rua de Quentin quando ainda eram crianças. No momento em que Q a viu, se apaixonou. Não demorou muito para estarem brincando juntos.
Conforme foram crescendo foram se afastando. Margo gostava de um mistério e uma aventura, já Q até gostava de estar com ela, mas passou a não acompanhar mais dependendo da situação. Com o tempo Margo se tornou da turma dos populares e Q mal era notado. O que nunca mudou foi a paixão que ele sentia por ela, mas os dois mal se falavam.



Até que em uma noite, Margo aparece na sua janela pedindo que ele a ajudasse em um plano de vingança contra o ex namorado e seus "amigos". Q vive a noite mais movimentada da vida dele, encantado por estar com ela. Fica cheio de esperança achando que tudo voltaria a ser como quando eram crianças, mas Margo não aparece na escola nos dias seguintes. 
Quando Q percebe que ela desapareceu e os pais dela não parecem preocupados, já que não é a primeira vez que ela some, fica desesperado e começa a notar que ela pode ter deixado pistas para ele procurar por ela.



Convence seus amigos, Radar e Ben para acompanhá-lo nessa busca pela Margo. A namorada de Radar resolve ir também e Lacey, melhor amiga de Margo, por quem Ben é obcecado pede para ajudá-los. Os 5 partem para uma viagem com o carro dos pais de Q, uma aventura deliciosa e como o livro diz, Margo gostava tanto de mistérios que acabou se tornando um.


"Isso sempre me pareceu tão ridículo, que as pessoas pudessem querer ficar com alguém só por causa da beleza. É como escolher o cereal de manhã pela cor, e não pelo sabor."
John Green como sempre me encantou com a história. Ele é o melhor em criar personagens fofos, mas o final me deixou revoltada.rs Ele conseguiu me surpreender e mesmo assim me fazer indicar a leitura. Vale a pena ler e se apaixonar por Q.

Alguém mais se apaixonou pelo Q?

22 comentários:

  1. Oi, Marina! Li esse livro há pouco tempo e até hoje ainda não me decidi se gostei ou não... Na verdade acho que sempre leio os livos do John com a expectativa muito alta. Mas como você disse, ele é o melhor em criar personagens fofos.

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Carla. Do tipo que a gente ama e odeia.hehe Beijos

      Excluir
  2. Oi, Marina. Tudo bem?
    Do John Green eu li A Culpa é das Estrelas e O Teorema Katherine apesar de não ter gostado tanto quanto achei que gostaria de nenhum dos dois o autor realmente tem o dom de criar personagens apaixonantes.
    Sobre Cidades de Papel nunca havia lido nenhuma resenha pois o livro não me interessou mas parece ser de uma leitura bem divertida. Fiquei especialmente curiosa pelo final com o que contou :)

    Um beijo!
    Crônica sem Eira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo bem Adriana? Que bom te ver por aqui. Ele sempre consegue me surpreender. Espero que dê uma chance para esse.hehe beijos

      Excluir
  3. Oi, tudo bem? Eu sou apaixonada por este livro... Foi um dos poucos que li do John, mas o que mais gostei. Apesar do final terrível (terrível no sentido triste, não de ruim), é um livro incrível.

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Me apaixonei pelo Q, Larissa.rs Sou bem suspeita pra falar desse livro. O final sem dúvidas é inesperado. Beijoca

      Excluir
  4. Oie...
    Já faz um tempo que li esse livro, e lendo sua resenha me deu vontade até de o reler rsrs... Me senti como você: revoltada com o final, porém, indico pra todo mundo!
    Beijos

    http://coisasdediane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom saber que eu não sou a única Diane.hehe beijos

      Excluir
  5. Oi Marina,
    Cidades de Papel é um dos meus livros preferidos do autor. Além dos personagens carismáticos, acho muito legal todas as reflexões que o livro propõe. E eu adorei o final, achei que era exatamente o que a estória pedia.
    Abraço,
    Alê
    www.alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom Alexandre. Fico feliz que também tenha gostado. Com o tempo eu aprendi a gostar do final.rs beijos

      Excluir
  6. Cidades de Papel é um livro que você ama e odeia ao mesmo tempo. Acho que é um dos livros do John que mais gosto, apesar de gostar de todos aiuheiuahe. Ele é diferente e traz um assunto bastante difícil de lidar. Fiquei meio na bad com o final, mas adorei ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bateu uma revolta né? Hehe Mas eu também amei.

      Excluir
  7. Oi Marina, tudo bem?
    Confesso que não sou muito fã de Jhon Green, li apenas ACEDE e QÉVA? e gostei mais do segundo, mas nunca tinha tido vontade de ler Cidades de Papel... até ler a sua resenha rsrs Já tive alguns spoiler sobre o fim do livro, mas mesmo assim, sua resenha conseguiu me convencer, acho que vou dar uma chance!

    Beijos,
    Ana | Blog Entre Páginas
    www.entrepaginas.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fiquei muito feliz Ana.hehe espero que aproveite a leitura. Eu me apaixonei. Super beijo

      Excluir
  8. Oi Camila,
    Ainda não li este livro, adorei os quotes que escolheu e sua resenha aumentou o meu interesse.
    Bjs❤
    Abrir Janela

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom Line! Fico feliz! Espero que leia! Beijos

      Excluir
  9. Quero muito ler esse livro, ele está na fila kk estou ansiosa para ler *_*
    Amei o post.

    bjss <3

    www.chuvanojardim.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jura Rê? Que ótimo! =) Conta pra nós o que achou depois.
      Beijos

      Excluir
  10. Olá tudo bem? não sei por que ainda não li esse livro, dps de ler ACEDE não li mais nenhum do João Verde, mas sua resenha me deixou super curiosa para entrar nessa busca pela Margo!

    XoXo

    http://www.leituraentreamigas.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai dá uma chance Janiele! Eu amei muito! Espero que goste.

      Beijos

      Excluir
  11. Não li esse livro ainda e também não vi o filme, mas fiquei com um certo receio agora, uma vez que tu disse que o final é decepcionante.
    John Green possui capacidades infinitas de impressionar, então fiquei com medo de ler.
    Mas curti a resenha.


    Beijos,
    Bi.

    - www.naogostodeunicornios.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi Bianca, mas vale muito a pena! Ele sem dúvidas, me surpreendeu, como sempre!rs Beijos

      Excluir

Germine aqui um pouco de amor. ♥