segunda-feira, 25 de abril de 2016

FANTASMA

Entrou, pendurou as chaves no penduricalho que ela havia feito na semana do aniversário dele. Tentou, esquivou, mas o olhou, e lembrou do dia que ela toda atrapalhada havia o feito, das cores de tintas que ficaram por toda à casa, inclusive em seu cabelo, e de como ela dançava alegremente ao som Lulu Santos. Lembrou do embrulho de seda que ela o entregou com as mãos quentes e sorriso brilhante.
Subiu as escadas e o silêncio foi o acompanhando, olhou o velho relógio que era o único a ousar um barulho naquele quarto escuro, e novamente lembrou da raiva dela ao esbravejar pela milésima vez que o relógio estava quebrado, fechou os olhos e a viu passar com aquele suéter azul purpura que sua mãe havia dado a ela, sentiu um nó na garganta, e tentou engoli-lo junto com uma taça de vinho. 

Deitou-se cansado, nem tirou os sapatos, e  à viu passear pelo quarto dizendo: "deixa que os tiro para você", virou a cabeça e notou o espaço vazio que o porta retrato com sua foto deixou no criado mudo. Nada do que ele fazia para tentar exorcizar seu fantasma adiantava, cada canto de sua casa estava impregnado com o seu sorriso, suas carícias, suas reclamações, seus delírios, seus gestos mais delicados até o mais bruscos, ele amanhecia e anoitecia ela. A vida dele era totalmente dela.

Suspirou confuso ao ver que mesmo depois dela ter retirado todas as suas coisas continuava ali, linda, serena e vagar por seus pensamentos. Tirou o paletó, pôs a mão no bolso e encontrou um guardanapo velho, sujo, amassado e rabiscado com um beijo cor de vermelho. Se ajeitou na cama tentando ocupar os dois espaços, fechou os olhos, tentou dormir, mas o cheiro de saudade misturado com o velho perfume de begônias se alojou em suas narinas até fazerem cocegas no coração. Ali no escuro, sozinho com o velho relógio barulhento percebeu que sentia falta dela.

23 comentários :

  1. Amei Cami :D
    As palavras,nuances,tudo se encaixou perfeitamente :)
    O fantasma da saudades talvez seja o mais difícil de espantar,mas o tempo vai curando as feridas e nos ensinando a esquecer.
    Beijos ^.^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Atire a primeira pedra quem nunca teve o peito carregado de saudade né.

      Excluir
  2. Ele amanhecia e anoitecia ela. ♥

    Texto com cheiro de saudade, ê coração </3

    ResponderExcluir
  3. Amei o texto.

    Adoro quando o que leio me faz ver a cena. E esse foi bem fundo nisso.

    Beijos
    A Mente Transborda
    Curta no Facebook

    ResponderExcluir
  4. Nossa Cami, que texto lindo! Chega a dar um aperto no peito ao ler/sentir essa saudade tão linda, tão poética, mas tão dolorosa. Como sempre suas palavras foram perfeitas! Beijos, amei o texto!

    ResponderExcluir
  5. uau, Q U E L I N D O! Amei, pra variar!

    ResponderExcluir
  6. Oi Camila,
    Que texto lindo, apaixonante e triste, muito triste!
    Parabéns, você escreve muito bem..

    Beijos Mila
    Daily of Books

    ResponderExcluir
  7. Oi Camila,
    Amei o texto. É triste, mas apaixonante!
    Bjs❤
    Abrir Janela

    ResponderExcluir
  8. Que doce, e leve ♥ A saudade é uma coisa complicada que machuca e aquece o peito. Teu texto ficou demais, como sempre. Um dos meus preferidos.

    ResponderExcluir
  9. LINDO. Excelente escolha de palavras. Tem muito disso nao? A gente as vezes nem tem mais a pessoa do nosso lado e ela continua ali, insistente, a permear nossos pensamentos. Ahhh, enfim.. voce representou esse sentimento muito bem no seu texto. Parabens. Beijo beijo

    ResponderExcluir
  10. Lindo, melancólico e profundo. Quando amamos, arriscamo-nos a criar certos fantasmas para a eternidade. Afinal, quando um se vai, o fantasma fica.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de abril. Serão três vencedores!

    ResponderExcluir
  11. Eu não tenho palavras para descrever o quanto amei esse texto, é lindo ver sua escrita evoluindo assim. <3

    ResponderExcluir

Germine aqui um pouco de amor. ♥