13 novembro 2015

RESENHA: QUEM É VOCÊ, ALASCA?

Primeira cerveja. Primeiro trote. Primeiro amigo. Primeiro amor. Últimas palavras.
Vencedor do Printz Award, da American Library Association, e estreia de John Green como uma das vozes mais cativantes e inovadoras da ficção contemporânea, 'Quem é você, Alasca? ' retrata brilhantemente o impacto indelével que uma vida pode exercer sobre outra.
Miles Halter estava em busca de um Grande Talvez. Alasca Young queria saber como sair do labirinto. Suas vidas se colidiram na Escola Culver Creek, e nada nunca mais foi o mesmo.
Autor: John Green                                    Edição: 2014
Editora: Wmf Martins Fontes                  Páginas: 240
Gênero: New Adult                                    Nota: 5/5




Em Quem É Você, Alasca? vamos encontrar Miles Halter um colecionador de últimas palavras de pessoas famosas e ás vezes anominatas, ele decide estudar em um colégio interno afim de mudar a vidinha pacata que levava na Florida. Assim como dizia uma de suas frases preferidas ele havia saído em busca de um grande talvez.
Assim que chega no colégio Miles conhece seu colega de quarto Chip Martin ou Coronel como todos os chamavam, que também apelida Miles de Gordo pelo fato dele ser completamente o oposto. Ele também acaba conhecendo Alasca Young olhos verdes e confusos a causadora das noites mal dormidas de Miles.

Confesso que tive uma certa dificuldade de gostar da Alasca justamente por ela ser a confusão em pessoa, no começo do livro a impressão que ela passa é de uma garota mimada que tem o rei dentro do umbigo, que só faz o que tem vontade e que não está nem aí para os desejos de outras pessoas. Em contra partida tem o Miles que chega me deu vontade de dormir ao pensar como a vida dele realmente era tediosa, mas tudo isso era apenas o começo do livro e meu querido João Verde realmente não falha no quesito impressionar. E com o decorrer das páginas os dois personagens principais ganham vida de uma maneira tão intensa e fantástica que me recusei a parar de ler enquanto não soubesse o que iria acontecer.

Miles tem um coração medroso e se descobre apaixonado pela garota que é um verdadeiro furação enquanto ele não passava de uma chuva fina. E nisso ele descobre como outra pessoa tem o poder de mudar a outra. Mas o livro não fala apenas sobre amor, fala de amizade, de como encarar as mudanças e como se adaptar a elas. Também temas sobre descriminação sócio econômica, racismo, mas tudo da maneira leve e até um pouco superficial eu diria, o que não me incomodou em nada. Também é cheio de metáforas o que me conquistou, amo metáforas.

Agora preciso falar que odeio a Alasca na mesma medida que a amo. Sério existem poucos personagens que conseguiram despertar essa confusão no meu cérebro de não saber se amo ou odeio. Conforme a história vai acontecendo você vai entendo os motivos para Alasca ser tão intensa aí esqueço que ela é uma megera e amo, mas três páginas depois ela ferra tudo e eu a odeio novamente. E foi assim o livro todo até a última página.
O fim do livro me deixou arrasada por inúmeros motivos, mas o principal foi por ele me despertar a questão da humanidade, da fragilidade de sermos nuvens só de passagem. É isso, se pudesse resumir o livro inteiro em uma palavra seria humanidade.

Quem já leu o que achou? Me conta.


34 comentários:

  1. Esse livro é puro amor ♥ O final me dá um aperto no coração, sabe? :(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa nem fale Kelly. O final eu fiquei assim "Não. Diz que não aconteceu isso", fiquei triste mesmo com o final do livro.

      Excluir
  2. Eu ganhei esse livro de um amigo e juro que tentei ler, mas parei no segundo ou terceiro capítulo. Ai fui lendo outros e esqueci dele na prateleira. Mas dizem tão bem dele que eu vou tentar ler novamente hm
    Espero que me surpreenda!!!

    Beijão :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No começo como disse achei que não iria conseguir também, mas sou daquelas que sempre insiste e valeu.
      Espero que consiga dar mais uma chance a esse livro.
      Beijo

      Excluir
  3. Eu não consigo gostar desse livro, huauha
    Mas o post ficou lindo e as fotos então <3
    To adorando sua câmera nova, é Nikon?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já eu não gostei de Cidades De Papel, achei tão chatinho.
      Estou tentando melhoras nas fotografias.
      A câmera é Canon.♥
      Beijo

      Excluir
  4. Eu já li e é uma das minhas histórias favoritas! Confesso que comprei o livro por impulso, amei a capa e decidi comprar, depois me toquei que tinha pago 50 reais num livro sem perceber - comprei na semana que a Saraiva começou a vender :(.
    Mas não me arrependo, pelo contrário, valeu muito à pena. A história me sacudiu um pouco, sabe? E eu sou apaixonada pelo Miles. Concordo contigo, no começo também achei Alasca meio muito mimada hahahaha mas passei a amá-la.
    A parte que mais gostei é em uma das saídas para fumar, quando Miles pergunta porque ela fuma tão rápido e ela responde: “Vocês fumam para saborear. Eu fumo para morrer." sabe aquele momento feels? Pois é. Surtei. Gente do céu hahahahaha enfim, sua resenha ficou ótima.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade essa cena é ótima. O livro inteiro tem quotes incríveis. Eu comprei ele ano passado na Saraiva também, mas foi em uma promoção, acho que levei ele e mais dois livros por 50 dilmas rs.
      Beijo e que bom que gostou da resenha.

      Excluir
  5. Olá, Camila!
    Esse é o livro que mais gostei do Tio João Verde. Assim como você, tive o cérebro "bugado" por causa da Srta Young. Enfim, concordei em tudo com você!

    E, nossa, que blog mais simpático, moça! Parabéns.
    Blog Entretanto

    ResponderExcluir
  6. Muito boa a sua resenha! Abrangeu tudo o que precisava ser abordado, sem spoilers e que deu vontade de ler! ♥
    Comprei esse livro este mês porque estava na promoção (#compulsiva), sem nem saber muito do que se tratava. Eu ainda estou com uma fila de espera imensa de livros pra ler, mas agora vou adiantar esta leitura em algumas posições. ^^'
    Um beijo.

    www.sinhamocha.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ha que bom que conseguiu comprar ele na promoção, o meu também foi rs.
      Espero que goste da leitura.
      Beijo

      Excluir
  7. Já li o livro e, realmente, é muito difícil entender Alasca. A amei e a odiei na mesma intensidade também, e o livro me despertou muitas coisas, coisas que eu provavelmente nem pensaria se não fosse pelo John Green, esse grandíssimo gênio. Gostei da resenha =)

    Abraço,
    literarizei.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente isso Milena esse livro me trouxe tanta coisa.
      Beijão

      Excluir
  8. Meu favorito. Ainda sonho em casar com o Miles!rsrs

    ResponderExcluir
  9. João Verde encantando seus leitores com histórias lindas assim, como em acede e cidades de papel.
    Adoro!

    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cidades de Papel não me agradou como eu esperava, mais ACEDE me fez chorar rios rs.
      Beijo

      Excluir
  10. Tenho um amor enorme por esse livro, mas no fim me deu um aperto enorme no coração! Adorei a resenha!

    ResponderExcluir
  11. Oi, Camila!
    Esse é o livro que mais gostei do autor. Concordo com tudo que você disse, ótima resenha!
    Beijinhos ♥
    Borboletas de papel

    ResponderExcluir
  12. Esse livro faz parte de mim, eu simplesmente li ele em um dia, não consegui parar e me arrependo dessa loucura hahaha acabou tão rápido, eu super recomendo e como eu já disse em um dos meus texto acho que todos somos um pouco de chuvas e em algum momento de nossas vidas seremos garoa e furacão, amei Mila beijos!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ás vezes faço isso também Lu, e depois choro porque fiquei órfã da história muito cedo hahha.

      Excluir
  13. João Verde e seus paradoxos. Eu diria que ele é como o Nicholas Sparks, ambos escrevem histórias maravilhosas e sempre nos encantam com suas palavras, mas se a gente analisar, todos os livros deles seguem uma mesma linha de raciocínio (cada autor com a sua).
    Tenho muita vontade de ler Quem é você, Alasca. Sempre dizem ser o melhor livro do Green. Sua resenha ficou um amor e você faz isso tão bem <3
    Adorei.
    E sobre personagens que deixam a linha entre amá-los ou odiá-los tão tênue: eu sei como vc se sente, Cami kkk
    Beijo!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O pior é que eu amo personagens assim rs.
      Quem nunca né?!

      Excluir
  14. Já tentei ler esse livro várias vezes, mas ele nunca conseguiu me prender. Acabei deixando pra lá, apesar de já ter ouvido coisas boas sobre o livro. Fiquei meio decepcionada, mas acontece, né? As suas fotos do post estão maravilhosas, aliás. Amei. Beijo, Camila!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério Tati? Ás vezes a leitura não rola né?!
      Mas pelo menos você tentou, isso é importante.
      Beijo

      Excluir
  15. Quero muito ler esse livro, só me falta um pouquinho de tempo, rs. Adorei a resenha Cami só me deixou com mais vontade de ler :)
    Beijos ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha aguçado mais a sua vontade.
      Beijo moça

      Excluir
  16. Tive essa mesma sensação de amor e ódio para com Alasca Young.
    Havia começado anteriormente a leitura, mas acabei parando por falta de entusiasmo. Depois que me permiti pela segunda vez ter o livro como companheiro, me apaixonei e não parei mais.
    Super vale a leitura de cada dia!

    beijos

    Juro de Mindinho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também tive dificuldade no inicio, mas depois a leitura acabou fluindo.
      Beijo

      Excluir
  17. No começo eu também resisti um pouco para gostar da Alasca, é meio complicado, mas acabei me apaixonando pelo livro e todas suas personagens também, é um dos meus favoritos. ♥ AMEI as fotos! Beijos e Seguindo <3.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela acaba nos cativando né rs.
      Feliz que tenha gostado das fotos.♥
      Beijo

      Excluir

Germine aqui um pouco de amor. ♥