27 outubro 2015

[642 COISAS ] 22 DE OUTUBRO DE 2016


E ontem bateu saudade daquelas que chegam depois de uma longa noite de chuva, daquelas que fazem barulho no telhado e não te deixa dormir a noite, pra quem gosta de sonhar ao som de chuva ontem foi a noite perfeita, mas pra quem tem medo de fantasma ela simplesmente é uma tortura, e para o meu desespero sempre que chove meu maior medo resolve saltar de dentro do peito, e ele tem tamanho de gente grande e barba feita também.
Nessa madrugada pensei o quanto de coisas deixei para trás nessa história de querer crescer rápido demais. Fui com muita sede por sentir o gosto da liberdade que acabei esquecendo de aprecia-la. Deixe a vontade de conhecer o mundo ser maior do que quem queria me dar o mundo, fui sozinha, te esqueci na gaveta da escrivaninha junto com a carta com letras vermelhas que dizia que amava a garota de olhos d'água.

Nunca te contei, mas não te levar comigo vida à fora doeu aqui dentro também, a diferença de você pra mim é que sua ferida ficou exposta e a minha sangrou no papel. E doeu te ver me esquecer para curtir por aí, pra bater no peito e dizer que passou, que fui só mais uma dessas cicatrizes de guerra que cê coleciona no peito, mas dizem que quem passa muito tempo na batalha mesmo quando volta fica lá, agora me responde onde é que você está? Por que juro que tento entender esse seu apego em dizer que está tudo bem mesmo sabendo que quando chove também sente o peito trovejar.
Você fica bem na foto ao lado do seu novo amor e concordo que ela te faz bem, mas ela te enche? Sabe aquela coisa que a gente tinha de ficar sentados na garagem no fim da tarde, eu poderia desejar aquilo pro resto da minha vida e meu peito transbordaria você pelos quatro cantos desse mundo toda vez que o sol nos abandonasse.

A gente vai crescendo e aprendendo a complicar o que era fácil. Hoje responder a raiz quadrada de PI se tornou brincadeira perto de responder por que o amor da gente não é o mesmo que enfeita o porta retrato na estante, ou porque a coragem só vem em forma de palavras, mas que se esconde de baixo da cama com medo da tempestade que pode causar quando nos encontrarmos.
Falar contigo hoje fez a saudade crescer tanto que achei que meu peito iria rasgar, da ultima vez que escutei sua voz uma nova cicatriz se abriu bem do lado esquerdo da minha costela, no fundo todos temos cicatrizes de guerra, as minhas foram todas por você, mesmo quando achei que não fosse, mesmo quando decidi que não seria, mesmo quando apaguei tudo e escrevi uma nova história pra mim, mesmo quando joguei o livro fora para não cair na besteira de ler de novo. Meu corpo é praticamente um mapa de nós dois.

Eu te pedi algo, uma última coisa talvez. Algo que aquete o peito de uma vez por todas, uma última cicatriz, aquela que vou decorar com uma tatuagem. Aquela que quando meus dedos a tocarem saberão que ela foi o infinito que não soubemos calcular. Não pude ver o seu sorriso, mas sei que do outro lado da tela seus dentes ficaram expostos e o coração trovejou. Sei que te pedi o que não se pede, mas se não fosse assim não seria eu, não seria você, não seriamos nós.
E dessa vez eu prometo que tento ficar quietinha, que te deixo ser feliz com seu mais novo amor. Prometo que cuido da ferida em silêncio, que não te espalho em outros textos, que suplico baixinho pro tempo passar voando, e que o dia da verdade não demore a chegar, que nosso pacto não se desfaça pela rotina e novos sabores.
Se me perguntasse ontem onde eu estaria daqui a um ano certamente não teria uma resposta conclusiva nem tão pouco esperançosa, mas hoje eu sei que dia 22 de outubro de 2016 eu estarei aqui e você estará?


22 comentários:

  1. "Nunca te contei, mas não te levar comigo vida à fora doeu aqui dentro também, a diferença de você pra mim é que sua ferida ficou exposta e a minha sangrou no papel. E doeu te ver me esquecer para curtir por aí, pra bater no peito e dizer que passou, que fui só mais uma dessas cicatrizes de guerra que cê coleciona no peito, mas dizem que quem passa muito tempo na batalha mesmo quando volta fica lá, agora me responde onde é que você está? Por que juro que tento entender esse seu apego em dizer que está tudo bem mesmo sabendo que quando chove também sente o peito trovejar." acho que esse trecho resume tudo. Amei o texto Mila, como sempre você está de parabéns.

    ResponderExcluir
  2. "A gente vai crescendo e aprendendo a complicar o que era fácil. Hoje responder a raiz quadrada de PI se tornou brincadeira perto de responder por que o amor da gente não é o mesmo que enfeita o porta retrato na estante, ou porque a coragem só vem em forma de palavras, mas que se esconde de baixo da cama com medo da tempestade que pode causar quando nos encontrarmos." ai ♥ Coisa linda.

    ResponderExcluir
  3. Sabe quando você lê um texto e se vê nele tantas vezes que não sabe direito nem o que comentar? Maravilhoso! <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ain Tati fico tão grata por ler isso.
      Beijo ♥

      Excluir
  4. Que coisa linda! De uma delicadeza ímpar. Me vi nesse texto em tantos momentos.
    "(...) uma última cicatriz, aquela que vou decorar com uma tatuagem. Aquela que quando meus dedos a tocarem saberão que ela foi o infinito que não soubemos calcular." <3

    beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oun sua linda, eu aqui toda boba com seu comentário.
      Beijo ♥

      Excluir
  5. Estou completamente sem palavras! Você conseguiu expressar absolutamente tudo que eu sinto nestas linhas.
    "E dessa vez eu prometo que tento ficar quietinha, que te deixo ser feliz com seu mais novo amor. Prometo que cuido da ferida em silêncio, que não te espalho em outros textos, que suplico baixinho pro tempo passar voando"

    Ganhou uma leitora fácil!
    isxbelly.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ha sua linda vem e me da um abraço. ♥
      Fico feliz que o texto tenha falado contigo e que agora esse cantinho também é seu.
      Beijo

      Excluir
  6. Sabe quando você chora por uma dor que nem é sua?!! Então,foi bem isso quando terminei de ler rs,é um texto incrível,traz à tona como tentamos esconder nossos sentimentos em vão,como criamos marcas de algo que simplesmente não nos abandona.
    Ameiii <3
    "Falar contigo hoje fez a saudade crescer tanto que achei que meu peito iria rasgar, da ultima vez que escutei sua voz uma nova cicatriz se abriu bem do lado esquerdo da minha costela, no fundo todos temos cicatrizes de guerra, as minhas foram todas por você, mesmo quando achei que não fosse, mesmo quando decidi que não seria, mesmo quando apaguei tudo e escrevi uma nova história pra mim, mesmo quando joguei o livro fora para não cair na besteira de ler de novo. Meu corpo é praticamente um mapa de nós dois." Você arrasou Cami :D
    Beijos ^.^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se estou boba com esse comentário? Estou sim.
      Dizem que não adianta esconder a sujeira de baixo do tapete né?! Penso que com os sentimentos é a mesma coisa, uma hora tudo explode.
      Obrigada pelo carinho beijo ♥

      Excluir
  7. Cami, enquanto eu lia o texto pensei em diversos trechos lindos pra citar no meu comentário, mas foram tantos que eu não pude escolher um hahahaha. Fiquei sem palavras, consegui sentir tudo o que tu quis passar <3 Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ha Mari fico toda boba quando leio esse tipo de coisa. Eu super amo quando leio algum texto que fala comigo, e quando alguém diz que meu meu texto falou consigo aí eu realmente fico boba.
      Beijo ♥

      Excluir
  8. Camila Camila que texto doloridamente bom. Sem muito o que dizer eu viajei.
    "Hoje responder a raiz quadrada de PI se tornou brincadeira perto de responder por que o amor da gente não é o mesmo que enfeita o porta retrato na estante"

    ResponderExcluir
  9. Aiiiinnnnn! In love pelo teu texto. "A gente vai crescendo e aprendendo a complicar o que era fácil." Sou eu! HAHAHAHA Eu sou a pessoa que mais complica o simples da vida. Teu texto tava muio leve e gostoso de ler, aquele apertozinho no coracao quando a gente vai lendo sabe? *-* Parabens. Beeeeijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que isso é coisa de gente grande Beca, porque também tenho dessas manias de complicar as coisas mais simples também.
      Fico feliz que tenha gostado do texto.
      Beijo linda.

      Excluir
  10. "Meu corpo é praticamente um mapa de nós dois." Que lindo! Bem como todo o seu blog :) Adorando aqui! Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Há Fernanda dico duplamente feliz. Primeiro por ter gostado do texto e segundo por estar gostando do blog. Seja bem vinda.
      Beijo♥

      Excluir
  11. MINHA NOSSA! Texto lindo, Cami.

    "Prometo que cuido da ferida em silêncio, que não te espalho em outros textos, que suplico baixinho pro tempo passar voando, e que o dia da verdade não demore a chegar, que nosso pacto não se desfaça pela rotina e novos sabores."

    Lindo, lindo, lindo. Forte e lindo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico tão feliz ao ler seu comentário. Confesso que estava com saudades.
      Beijo ♥

      Excluir

Germine aqui um pouco de amor. ♥