21 setembro 2015

VOCÊ CRUZOU A LINHA


Deitei a cabeça no travesseiro e sobre ele chorei o resto da tarde, horas embalada de soluços outras de um silêncio gritante. Poderia dizer que essa foi apenas mais uma das nossas muitas crises, que amanhã você me olharia com aquele olhar melancólico de quem fez algo errado, e em suas mãos traria rosas para se desculpar. Mas dessa vez não. Depois de todos esses anos você finalmente cruzou a linha de chegada e como prêmio recebeu o ESQUECIMENTO.

Sim, você me esqueceu, posso ver isso na ausência dos seus braços nessa tarde fria. Tinha tanto medo desse dia chegar que resolvi ir te perdendo aos poucos para a dor não ser tão devastadora. Mas o meu plano falhou, acontece que bastava você me olhar com aquele olhos castanho profundo que esquecia que o plano era não deixar você entrar. E então você entrou, foi ficando, ficando, se alojou e quando meu coração se acostumou com sua santa bagunça você decide que já é hora de partir.

Você pôs sua jaqueta preta enquanto eu ficava sentada imóvel na sala, pegou suas coisas da estante e nessa hora me lembrei do dia que colocou seu primeiro objeto na minha casa dando a entender que queria mais que uma escova de dente compartilhada. Tentei parecer forte, somos adultos, sabemos que essas coisas uma hora acontecem. Você me olhou e perguntou "Tudo bem?" que tipo de pergunta foi essa? É como perguntar para alguém que acabou de ser atropelado por um caminhão se está tudo bem, é a mesma coisa de perguntar para uma criança que abriu o joelho após cair se está tudo bem. Feliz eu era quando minhas feridas se curavam com o merthiolate e a famosa assopradinha da minha mãe.

Eu quis gritar naquela hora não, não estou bem. Quis chorar compulsivamente, quis trancar a porta para te impedir de partir. Quis te bater por ter deixado o esquecimento chegar primeiro em você. Mas ao invés de tudo isso te olhei e balancei a cabeça em um sinal de positivo. E você me deu um último beijo na testa marcando que daquele dia em diante eu ocuparia mais um lugar na sua estante de "Agora somos amigos".

Finalmente você cruzou a linha de chegada com um sorriso radiante, e eu continuou no meio do caminho. Não sei se corro o mesmo percusso que você, se volto e começo de novo agora no meu ritmo, ou se simplesmente continuo aqui parada na esperança de que você perceba que deixou algo para trás e volte aqui e me encontra...

22 comentários:

  1. Me destruindo sempre, não pode isso moça, maldade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Há Kelly, e você me fazendo feliz com esses comentários como sempre. ♥

      Excluir
  2. "E eu continuo no meio do caminho. Não sei se corro o mesmo percusso que você, se volto e começo de novo agora no meu ritmo, ou se simplesmente continuo aqui parada na esperança de que você perceba que deixou algo para trás..." Ah esses seus textos Camilla... Me tocam, me balançam, me emocionam. Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Há Thato sei que você não é muito de comentar, mas toda vez que aparece aqui enche meu coração de alegria. ♥
      Bjos moço.

      Excluir
  3. "Tinha tanto medo desse dia chegar que resolvi ir te perdendo aos poucos para a dor não ser tão devastadora. Mas o meu plano falhou, acontece que bastava você me olhar com aquele olhos castanho profundo que esquecia que o plano era não deixar você entrar." que texto maravilhoso!!! sempre acabando com minhas estruturas! amei! bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Há Bianca que bom poder ter ler por aqui novamente. Já estava com saudades dos seus comentários.
      Beijos linda

      Excluir
  4. "Feliz eu era quando minhas feridas se curavam com o merthiolate e a famosa assopradinha da minha mãe." Moça do céu! Amei esse texto Camila, como eu amei <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Há Luanne fico muito feliz ao saber que você gostou. ♥
      Beijos

      Excluir
  5. Cami, esse texto me lembrou aquele outro seu. Sobre transbordar. A gente vai engolindo todas as dores, os soluços e como somos ensinados desde crianças: "engole esse choro". A gente vai se consumindo e essas coisas são como um veneno que destrói a gente por dentro só para manter um sorriso bonito por fora. Quer saber? Não vale a pena. Ela devia ter gritado. Xingado ele por ser um idiota que está indo embora ou implorado para que ele ficasse. Ela devia ter transbordado. Talvez fosse algo estúpido a se fazer, provavelmente digno de arrependimento depois. Mas ela teria posto tudo para fora. Ai que idiota, cheia de teorias para seu texto, haha. Desculpa. É que essa sensação é torturante, de "deixar ir", de não lutar uma última vez. Bom, em todo caso, foi um texto do caramba! Afinal, veja só quantos devaneios me causou, haha. Sempre gosto muito do que tu escreve, moça. Um beijo!

    Com carinho, Beca; Café de Beira de Estrada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Beca adoro seus comentários, sério.
      E o fato de você dar opinião é ótimo, sinal que o texto te despertou, te cutucou, e a ideia é essa mesma.
      E sou que nem você é melhor se arrepender daquilo que fez, do que aquilo que poderia ter sido feito.
      Beijos sua linda. ♥

      Excluir
  6. Que texto lindo, meu Deus! Estou apaixonada *-*
    "E você me deu um último beijo na testa marcando que daquele dia em diante eu ocuparia mais um lugar na sua estante de "Agora somos amigos"." Essa parte super me descreveu em um término de relacionamento rsrs
    Sério, to in love com esse texto, vc escreve mt bem!
    Beijos

    http://bazardefoto.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre tem algum texto que nos remete algo que já passamos né, fico feliz ao saber que o meu te trouxe lembranças, espero que superadas.
      E muito obrigada.
      Um beijo Amarilis ♥

      Excluir
  7. "Agora somos amigos" ETA FRASE QUE DÓI
    Ainda bem que passa! :)
    PS.: Quando você vai fazer um ensaio de fotos novo com sua família, Camila? Morro de amores, sempre volto naquele post pra ver aquelas fotos, beijo!
    http://choveamoraqui.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dói mas passa, ainda bem.
      Já estou louca também pra tirar fotinhos novas com eles rs.
      Beijos Amanda

      Excluir
  8. "Feliz eu era quando minhas feridas se curavam com a famosa assopradinha da mãe". :~ Agora somos amigos! Uma frase que corta lá dentro do nosso sorriso. Acho que quase todo mundo já esteve parado nessa linha sem saber o que fazer. A melhor parte é quando a gente descobre que, enquanto o tempo passou, a gente já saiu daquele lugar há muito. :)

    Beijo Cami. Bom dia pra tu!

    www.eurenata.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom é quando conseguimos perceber isso né.
      Que podemos até ficar parados durante um tempo, mas logo voltamos a caminhar.
      Beijo Re. ♥

      Excluir
  9. Seus textos,como sempre,divinos,tem uma profundeza de sentimentos,só quem já gostou de alguém pra entender...Mas o tempo leva todas as mágoas embora e a gente volta a ficar bem de novo e nem sente mais falta.
    Incrível,me tocou muito *-*
    Beijos ^.^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Há Jenny que bom te ver por aqui de novo moça (saudades). Acho que essa é uma das melhores sensações, quando vemos ou melhor sentimos que já passou.
      Beijos

      Excluir
  10. Texto arrebatador, como não poderia deixar de ser! Lindo, Cami. "Eu quis gritar naquela hora não, não estou bem. Quis chorar compulsivamente, quis trancar a porta para te impedir de partir. Quis te bater por ter deixado o esquecimento chegar primeiro em você. Mas ao invés de tudo isso te olhei e balancei a cabeça em um sinal de positivo." Quanta coisa a gente deixa de fazer às vezes, né? Também sou da teoria que é melhor tentar e dar errado do que nunca ter tentado. A gente nunca sabe como a história vai ser depois.
    Beijos ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Ma, melhor chorar pelo dito do que pelo não dito. Odeio o poder do "se" tem sobre nossas vidas.
      Que bom que você gostou do texto.
      Beijos ♥

      Excluir
  11. Eu já fiquei no meio do caminho durante muito tempo... Triste demais quando a nossa felicidade deixa de depender só da gente né?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também já fiquei parada muito tempo no caminho também rs.
      Ainda bem que aprendemos a caminhar novamente.
      Beijos ♥

      Excluir

Germine aqui um pouco de amor. ♥