27 agosto 2015

OS 7 TEXTOS QUE EU MAIS GOSTEI DE ESCREVER


Escrever para mim é como desafogar a alma, mas em algumas vezes é como afunda-la. Escrevo praticamente em qualquer ocasião, quando estou triste, feliz, nervosa, com raiva, ansiosa, enfim minha vida é movida a palavras desde sempre. Comecei a escrever quando tive minha primeira paixonite aguda e isso foi na primeira série (e que menino feio gente), pra resumir ele não gostava de mim e isso me levou a escrever meu primeiro versinho e depois disso nunca mais parei. E uma coisa que faço é guardar tudo o que escrevo, como já disse em algum post gosto de reler meus textos e ver o quanto mudei, o quanto a Camila de ontem pensa diferente da Camila de hoje, e se estiverem se perguntando se guardei o versinho a resposta é sim, e hoje ele me rende muitas risadas e aquela sensação boa.
A Mari do blog Letras de Gaveta postou semana passada sobre os 7 textos que ela mais gostou de escrever e adorei ver os escolhidos dela, porque nós como leitor temos uma visão diferente do autor. Lembro que uma vez publiquei um texto na fan page (ela veio primeiro que o blog) e uma garota falou que aquele texto era tudo que ela queria dizer pra uma certa pessoa, mas não conseguia. Ela me contou um pouco da sua história, o detalhe é que para mim o texto queria dizer algo totalmente diferente. Mas é isso o que gosto nas palavras embora elas sejam as mesmas para quem as leem, os sentimentos são diferentes. Por isso também resolvi escolher os meus 7 textos preferidos e ver o quanto todas aquelas palavras já mudaram de significado para mim.

SE EU NÃO TIVESSE VOCÊ

Se eu não tivesse você provavelmente eu teria mais dinheiro no bolso, porém meu coração estaria tão vazio que nem mesmo aquele sonho antigo guardado em uma das minhas agendas de ir para Paris faria me sentir mais cheia de algo.Se eu não tivesse você para corrigir as músicas que insisto em cantar, talvez o repertório fosse preto e cinza, e eu também não dançaria livre na cozinha sem me importar com o ritmo.
Comentário: Não consigo pensar em como seria minha vida se não tivesse meu moço em meus dias, ás vezes algumas pessoas me perguntam se isso não é dependência, e minha resposta é não. Eu sei que poderia viver sem ele assim como passei 18 anos da minha vida, a diferença é que escolhi não viver.


Passei muitos anos da minha vida lamentando por um "amor' que foi mesquinho, foi inho que quando chegou o de verdade aquele que se escreve com letra maiúscula do começo ao fim eu quase o perdi, mas para minha sorte ele também soube reconhecer que era amor de verdade e não me deixou escapar.
Comentário: Quando escrevi esse texto é porque estava um pouco indignada com pessoas que viviam  infelizes com um "amor" mesquinho, aquele que não te acrescenta, não te enche ao ponto de querer transbordar. E etão resolvi me expressar do único jeito que sei.


A um tempo atrás estava deitada na minha cama aos soluços porque na minha cabeça eu jamais conseguiria emagrecer. Eu me olhava no espelho e sentia vontade de me bater. Não gostava da pessoa que via refletida, dificilmente conseguia me sentir bonita em uma roupa, mas não fazia nada para mudar a situação.Comprava roupas para disfarçar meu peso, não porque queria usá-las.
Comentário: Acredito que esse com certeza seja o texto mais importante para Camila como pessoa. Quando decidi que precisava mudar, não tinha ideia de como era forte e do tanto que cresceria durante o processo de reeducação alimentar. Ás vezes quando acho que não sou capaz de fazer algo, paro e me lembro que a coisa que considerava impossível de acontecer eu consegui, então o resto é fichinha.


É engraçado ou patético (não sei ao certo) como a gente mergulha de cabeça na promessa que outra pessoa receberá seu coração e livremente escolherá não feri-lo. E o meu foi cuidado até um certo tempo, até o cinema as quartas se tornar motivo de brigas porque ela sempre se atrasava e ainda assim eu virava o culpado, até a comida excêntrica se tornar comum, o perfume antes tão amado virar mais um motivo para estar sempre enjoada, até o fim de semana virar uma prece para passar rápido.
Comentário: Apesar desse não ser apenas um texto, mas um sequência. O terceiro dia sem ela sem dúvidas foi o melhor (na minha opinião) dos oito dias que escrevi até agora. Gosto porque nele podemos ter uma ideia de como ela era confusa e desequilibrada.


Queria não te perdoar pela dança, pelas músicas, pela camiseta do Vasco, pelos domingos mornos, pelas inúmeras noites que passei esperando apenas um boa noite do outro lado da linha. Queria não te perdoar por não gostar de O.C e nem fazer um pouquinho de esforço mesmo sabendo que é minha série preferida. Queria não te perdoar por me fazer gastar em dois meses com remédios para alergia o que nunca gastei.
Comentário: Quando li o texto do Douglas Cordare fiquei com aquele sentimento da moça que estaria recebendo aquela carta, e de como ela se sentiria arrasada por ter se esforçado para caber em um amor quadrado, mesmo ela sendo redonda (deu pra entender), e na hora pensei "meu essa carta merece uma resposta", e fiquei toda boba quando ele leu e disse que achou foda (palavras dele).


Alguém pode avisar que as coisas estão todas fora do lugar, não tá certo. Eu ainda não disse que você sempre foi o meu pedaço preferido da amizade, que ria ao pensar que todos achavam que tínhamos algo além de bons amigos e quer saber eles estavam todos certo de alguma forma, porque juntos fomos tudo aquilo que aquela palavrinha de quatro letras significa.
Comentário: Esse texto fala sobre como não sei lidar com perdas, e como nossa vida é pó. Algumas horas antes você pode estar brincando com alguém na fila de um ônibus e horas depois estar desmoronando ao saber que jamais fará isso de novo.


Sei que joguei um monte de coisas em cima de você, e que sou a confusão em pessoa, mas é que no fundo sei que de todos você é o único que entende essa minha necessidade de pular. Obrigada por todas ás vezes que largou tudo e todos para vir me salvar, mesmo sabendo que eu faria isso de novo e de novo até o dia que um de nós realmente não aguentará mais, promete que não desiste nunca?
Comentário: Escrevi esse texto depois de uma conversa com uma amiga sobre amores que tinham tudo pra ser amores, mas prefiram ser amizade. E nisso sempre fica aquela dúvida e se. E essas duas letrinhas tem o poder de destruir tudo, ou então te impulsionar a se jogar e esperar que alguém esteja lá para te segurar.

Me conta, qual é o teu preferido?

18 comentários:

  1. Sou como você Mila um turbilhão de sentimentos dispersos em palavras 90% confuso e 10% indeciso (essa sou eu) mas descobri que sou dependentes delas de certa forma, lembro que a primeira frase que postei no tumblr quando comecei foi "escrever é lutar contra os demônios dentro de você " o que me deixou pensativa por um tempo depois cheguei a conclusão que eu era meu próprio demônio foi então que criei o blog, hoje vivo de palavras, amei suas escolhas flor e seus textos são os melhores, beijos ❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que a maioria das pessoas que se arriscam a entrar nesse mundo das palavras é porque não é muito normal né Lu?!
      Escrever pra mim é como respirar sai naturalmente, que nem percebo.
      Beijos e obrigada Lu. ♥

      Excluir
  2. Eu gostei bastante desse post dela, me lembro até de ter comentado por lá que iria fazer um post assim no meu também ♥ Suas escolhas foram muito boas, gosto de todos que citou, mas acho que o último e o "Amor com letra maiúscula" são os que mais gosto da lista.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Posso confessar? O último também tem meu coração.
      Faz sim Kelly, vou amar ver os seus escolhidos.
      Bjos

      Excluir
  3. Na verdade , na verdade mesmo eu gostei de todos rsrs. Ma agora falando sério , o que mais me tocou foi "Me segura?" , porque me fez ver algumas coisas sobre mim mesma que estavam erradas, também me identifiquei muito com ele, porque eu sou meia explosiva e tenho um amigo que é bem atingido por isso, ou seja, foi o que eu mais gostei!
    Adorei o post! Como sempre kkk

    Blog Luanne Oliveira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luanne, como eu disse pra Kelly "Me Segura?" foi um dos meus posts preferidos também, porque de certa forma ela consegue retratar toda confusão que sou rs.
      Que bom que gosta de todos, me sinto mais feliz assim. ♥

      Excluir
  4. Cami, adorei as tuas escolhas! Ficou difícil dizer qual eu gostei mais hahaha o primeiro ficou incrível assim como o "Me segura?", que eu já conhecia. E realmente devemos querer os amores com letras maiúsculas, pois esse sim são os que nos acrescentam alguma coisa. Muitas vezes sofremos por amores mesquinhos e só acabamos percebendo isso depois. Ah, também amei a tua resposta ao texto do Douglas, ele deve ter ficado muito feliz! Parabéns, gostei de todos os textos <3
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Mari, fico muito feliz ao saber que gostou dos textos. ♥

      Excluir
  5. Camila seu blog é simplesmente maravilhoso, queria ter mais tempo livre para ficar aqui lendo. Você escreve tão bem, não vou dar conta de comentar em todas as publicações mas vou continuar aqui lendo mais textos. Super beijo ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marcela sua linda, queria dizer que amei conhecer seu blog. E aí venho aqui e vejo que você não só veio conhecer o meu cantinho, mas também como gostou dele. É muito amor pra mim.
      Obrigada, moça linda.

      Excluir
  6. Textos realmente incríveis Raposinha. Não é a toa que gostou tanto de escrevê-los. Mas eu piro nas suas frases. Você consegue dizer muito, sobre tanta coisa em apenas uma frase. Sou sua fã, eu sei... Já sabe disso.rs beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ma amo quando cê passa aqui só pra enfeitar um pouco mais minha vida com você. Te amo sua linda.
      Beijos

      Excluir
  7. Gosto muito dos seus textos Cami, acho que você já percebeu isso! Hahahaha
    Poderia citar aqui todos os que mais gosto mas um que na hora causou um impacto muito grande pra mim, que gosto de ler e reler é o "Aguenta Pequena". Tenho que te agradecer mais uma vez por ter escrito ele, é maravilhoso. Inclusive escrevi um texto (não parecido, acho que posso dizer inspirado) nele. Talvez um dia eu poste.
    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa verdade Bi, amo esse texto também. Mas ele é tão triste né?!
      Poxa se não postar manda para mim por e-mail eu adoraria ler seu texto.
      Beijos e obrigada pelo carinho de sempre.

      Excluir
  8. Amei o post! Os meus textos preferidos foram sem dúvida o "Sobre Amor a Pessoa Refletida no Espelho" e o "Me Segura?" porque me identifiquei muito com eles! E o "Se eu não tivesse você" está lindo também *.*

    Beijo *

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Patrice, é muito bom saber que também tem seus preferidos.
      Beijos e obrigada.

      Excluir
  9. Tu sabe que adoro seus textos né!? Escolher um preferido é dificil pois sempre me emociono com todos, acho muito lindo a forma que você escreve. ♥

    ResponderExcluir

Germine aqui um pouco de amor. ♥