20 agosto 2015

ME SEGURA?


E a gente vive se atropelando, melhor dizer, eu vivo me jogando na tua vida de para quedas, mas faço isso sem de fato estar com o para quedas e grito pra você me segurar, porque o medo de dar com a cara no meio do asfalto é imenso, e você ainda que não queira me segura. Não porque seja sua real intensão, mas porque sabe que sou maluca o suficiente para me jogar mesmo sabendo que não terá ninguém para me salvar.
A gente passa dias, meses, anos sem se falar nem se quer um oi, falando nisso qual foi o tempo máximo que durou o meu orgulho? Três anos, não sei. Sei que é tempo demais sem falar com meu melhor amigo. Sem dizer que sinto sua falta, sem me jogar e pedir me segura.

É incrível e ao mesmo tento irritante saber que continuo sendo a  garota previsível de sempre, mesmo que as velhinhas no bolo só aumentem com o passar dos tempos. Você me conhece tão bem. Sabe que sou orgulhosa de nascença, e que se acreditasse nessa baboseira de horoscopo certamente diria que é porque sou de leão, mas não acredito e nem você, porque se eles estivem certo algo em nossas vidas teria dado muito errado, afinal até onde eu sei nossos signos são o encaixe um do outro, no entanto nossas peças procuraram outros espaços para se acomodar.

E nesse tempo que a gente fica sem se falar, eu te esqueço, mas é de verdade mesmo. Te deixo jogado naquela caixa verde cheio de pessoas que foram importantes na minha vida e hoje nem mesmo sei o número do celular, e você fica ali quietinho só esperando passar aquele filme da sessão da tarde onde a tapada da moça só percebe que é apaixonada pelo seu melhor amigo quando ele está de casamento marcado com a Cameron Diaz, fica em silêncio esperando surgir aquela conversa com uma amiga que começa com livros e acaba em amores antigos. E aí então você aparece como o coelho tirado da cartola, e o meu buraco negro reaparece devorando tudo o que encontra pela frente.

Quem nos vê de fora, pode jurar que estamos em um relacionamento destrutivo, e que eu sou a megera da história, aquela que ferra com a vida do mocinho toda vez que ele se recompõe, aquela que não decide se vai ou se fica, e quer saber é tudo verdade, nós sabemos que é. Mas você também não facilita, poxa colabora, vai. Juro que tento de te deixar naquela caixinha onde as boas lembranças tem que ficarem guardadas, mas aí acontece um tsunami na minha vida e nessa hora é impossível não pensar em você. Não pensar em me jogar e confiar de olhos fechados que você estará lá para me segurar, me segura vai?!

Sei que sou confusa e que bagunço tudo toda vez que preciso te falar alguma coisa, que não sei viver no presente quando se trata de nós, fomos melhores no passado, fomos? É que quando penso lá atrás, fico com aquele maldito se eu não tivesse errado tanto, se ele tivesse tido coragem, se fosse não ao invés de sim. E todos esses se acabam comigo, com você, com a gente. Somos destrutivos essa é a grande verdade. Somos parecido com aquele filme do Will Smith onde ele tem super poderes e não pode ficar com a garota porque juntos eles perdem tudo, eles viram humanos. É assim que me sinto quando estou ao seu lado, quando você me liga depois de seis meses sem falar comigo e a conversa fluí como se nunca tivéssemos ficado em silêncio. Sou humana contigo, sou de verdade, de carne e não apenas osso, contigo esqueço que sou a perfeitinha que todos admiram, com você sou eu mesmo, sou aquela que pula do penhasco sem verificar o equipamento.

Hoje pensei em você, e ontem, e ante-ontem, e no dia anterior também. E me segurei ao máximo para não ferrar com tudo outra vez, pra não te mandar mais uma mensagem sem pé e nem cabeça perguntando se a vida está boa e terminando dizendo que sinto sua falta. Dessa vez contei até dez, mentira contei até mil e depois pensei que mesmo se fosse até um milhão conseguiria não te procurar, temos um infinito juntos daqueles que não se sabe onde começa e nem termina. Fechei os olhos desejando que você visualizasse, mas mantivesse o silêncio, mentira. Queria mesmo é que me respondesse no instante em que te mandei. Sei que joguei um monte de coisas em cima de você, e que sou a confusão em pessoa, mas é que no fundo sei que de todos você é o único que entende essa minha necessidade de pular. Obrigada por todas ás vezes que largou tudo e todos para vir me salvar, mesmo sabendo que eu faria isso de novo e de novo até o dia que um de nós realmente não aguentará mais, promete que não desiste nunca? 

Só queria dizer que ontem assisti Clementine e Joe  pela trigésima vez, e que doeu quando você falou que queria me apagar da sua memória igualzinho ele fez com ela, mas depois fiquei feliz porque até mesmo onde a Clementine nunca tinha estado ele conseguiu arrasta-la para sua memória, me arrasta também. E escrevi tudo isso meio bagunçado porque sei que você entende, e também pra pedir me segura, vai?!


18 comentários:

  1. Texto lindo e emocionante. Infelizmente eu não tenho ninguém que possa contar assim a qualquer hora - mentira, em 21 anos de vida só agora encontrei pessoas que realmente se importam comigo e me aceitam como eu sou: grossa, estúpida, mas acima de tudo leal e honesta. É uma situação difícil, mas como tudo nessa vida, um dia superaremos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando se trata de pessoas as coisas nunca são fáceis né?! Mas que bom que encontrou pessoas novas Mari, nunca é tarde para aprender a contar com alguém, mesmo que seja para se jogar.
      Beijos

      Excluir
  2. Muito obrigada pelas palavras lá no blog!
    Identifiquei-me imenso com este texto. Também tenho uma relação assim destrutiva com um grande amigo meu. Ele agora está fora do país, não falamos muito, mas também não podíamos estar muito tempo juntos senão havia sempre confusão e discussão. Mas, no fundo, eu sempre o adorei com todas as minhas forças! Tudo vai ficar bem, beijo *

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amizade é um bicho complicado, ás vezes odiamos muito uma pessoa e segundos depois a amamos muito mais.
      Fico feliz que tenha gostado do texto.
      Beijos

      Excluir
  3. Você e seus textos maravilhosos... Esse texto ficou maravilhoso e acho que nem preciso dizer o quanto me vi nele, tenho essa mania de bagunçar tudo em minha volta principalmente quando se trata de amizade. Obrigada por mais um texto lindo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha só posso dizer que se apenas uma palavra pudesse me definir seria igual a da moça do texto rs.
      Quem nunca bagunçou a vida por causa de alguém ou de algo não deve ter vivido direito, ahha
      Beijos e amo te ler por aqui também♥

      Excluir
  4. Que texto lindo! Parabéns!
    Eu não me vi nele.. Sou um pouco metódica e não gosto de depender que alguém me segure, embora as vezes seja preciso.

    Beijo

    www.espelhoepassarela.con

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado, e nem sempre aquilo que gostamos tem haver com a gente, assim como o que escrevemos não necessariamente seja a gente né?! rs
      Fico feliz que tenha gostado.
      Beijos e volte sempre ^^

      Excluir
  5. "Sei que é tempo demais sem falar com meu melhor amigo. Sem dizer que sinto sua falta, sem me jogar e pedir me segurança." me identifiquei com essa parte! Adorei o texto, parabéns.
    ritmoamorepoesia.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Belas palavras Mila, confusão simplesmente me define, acho que todos temos esse lado bagunçado de ser, como se fizesse parte de nós e talvez faça mesmo, amei o texto como sempre, beijos ❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Lu, sempre tem aquela bagunça dentro de alguém.
      Beijos

      Excluir
  7. Amei o texto!! Sou uma pessoa super complicada e as vezes acabo fazendo coisas que me machucam e machucam um certo amigo , e isso é muito ruim , porque na maioria das vezes uma coisa tão simples acaba se tornando uma avalanche e acaba resultando em brigas. Não é nada saudável brigar , ainda mais quando é com um amigo , e ainda é pior quando esse amigo é tipo um porto seguro para você , aquele tipo de amigo que está ali para que a qualquer momento te salvar. Estou tentando aprender a lidar com a minha confusão. Mas é assim , vamos crescendo e aprendo cada vez mais como se viver!
    Beijos Cami ♥

    Blog Luanne Oliveira♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Engraçado (ou não) que não esperava que tantas pessoas se identificasse com o textos.
      E concordo com você a gente vai crescendo e vai tentando organizar a casa e o coração.
      Beijos Luane ♥

      Excluir
  8. Cami passando para avisar que te marquei na tag viciados em música (fiz recentemente no meu blog) espero que goste de responder. Beijos!
    ritmoamorepoesia.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Olá linda tudo bom? passei aqui para conhecer teu blog e adorei, você me parece alguém muito sensível e muito culta também. Adorei o texto, se não se importar gostaria de te deixar o link do meu blog, para que possa conhecê-lo também caso deseje. Seria um prazer se conseguisse receber tua visita. http:amoremaisalem.blogspot.com.br Um beijo!

    ResponderExcluir

Germine aqui um pouco de amor. ♥