sexta-feira, 14 de agosto de 2015

E FOI ASSIM...


Lembro que em uma tarde quente daquelas que não dá vontade de sair de casa, 
fui arrastada pelas ironias da vida á te conhecer.
Cabelos escuros, olhos pretos (que mais tarde se revelaram castanhos) e pequenos, pele branca e uma boca rosada essas foram à primeira visão que meus olhos fitaram em meio a multidão. 
Daquele momento em diante era como se nossos olhos fossem atraídos, 
não conseguia me concentrar, minhas íris insistiam em te desejar.
Difícil foram as palavras se encaixarem, era tanta confusão meu coração dizia sim e a cabeça gritava Não.
E entre tantos olhares trocados de repente um sorriso surgiu, 
E quase sem conseguir meu telefone cê pediu.
Foram dias, noites, uma semana que mais parecia um mês, 
coração brincando de se apaixonar, e do meu pensamento você não queria desgrudar.
Nossos olhares se reencontraram como se nos conhecêssemos de tempos, as íris sorriram uma para outra, enquanto as mãos suavam de emoção, 
E do comprimento meio sem jeito, ás bocas se encontraram então...
Mãos dadas, caminhada, noite estrelada, 
E assim começou nosso conto de fadas, sem princesas e nem príncipes 
Somente olhares desajeitados que por fim se desejaram.
E quem diria que em uma tarde quente daquelas que não dá vontade de sair de casa 
O amor então viria nos encontrar...

------------------------------------------♥----------------------------------

Um dos primeiros versinhos que escrevi para meu moço quando namorávamos. 
É tão gratificante quando olho para trás e vejo o quanto cresci, o tanto de problemas que superei, o quanto amadureci ao lado dele. E todo aquele amor, carinho, admiração e respeito que sentia por ele quando começamos a namorar só aumentou com o passar dos anos.
Achei que o versinho merecia estar aqui.


16 comentários :

  1. Que texto fofinho! É sempre bom recordar algumas coisas do passado.
    Felicidades para os dois!

    Beijo *

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, pelo duas vezes por ano gosto de dar uma mexida nas caixas que guardo coisas importantes, me faz um bem danado ver o quanto mudamos e aprendemos.
      Beijos Patrice

      Excluir
  2. "Somente olhares desajeitados que por fim se desejaram." de todos os seus textos, sempre tem uma linda que fico anotando.
    Adoro ler seu blog, me da vontade de se apaixonar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Iza, cê me faz feliz demais quando comenta aqui essas coisas lindas.
      P.S: Quando chegar a hora você vai se apaixonar. ♥
      Beijos

      Excluir
  3. Muito obrigada, Camila!
    Eu votei nele, pareceu-me o mais interessante! E assim que li a palavra comecei logo a ter muitas ideias para textos!
    Aguardo o seu texto, com certeza vai ficar lindo também!
    Beijo *

    ResponderExcluir
  4. Adorei seus versinhos,são tão lindos,o amor é mesmo assim,uma coisa meio desajeitada que por fim toma jeito,e não é um conto de fadas,somente um conto de amor :D
    Lindo,lindo <3
    Beijos ^.^

    ResponderExcluir
  5. Que texto mais amorzinho! As situações mais inesperadas acabam nos revelando as melhores surpresas. E melhor ainda é relembrar depois <3
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, mas como disse no texto Mari, gostoso é quando o amor não tem pretensão de ser, e de repente quando percebemos é.
      Beijos

      Excluir
  6. Que coisa mais amor ♥ O amor é uma sensação incrível, e por mais que demore a pegar o ritmo, é muito bom quando encaixamos na outra pessoa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Kelly ás vezes o comecinho pode ser sem jeito e sem ritmo, mas depois as coisas vão se encaixando, se transformando, se transbordando.
      Beijos

      Excluir
  7. Que texto lindo *-*
    É sempre bom recordar o que nos faz bem.
    Bjnhs

    http://karoline-o-meu-melhor.blogspot.com/2015/08/nao-espero-principe.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Karoline. Que bom que gostou. Beijos

      Excluir
  8. Muito lindo, super mereceu estar aqui. Eu lembro que no começo do meu namoro escrevia cartas, textos, poemas e tudo mais para meu moço, deu até vontade de voltar a fazer essas pequenas coisinhas, é tão agradável, não é?
    Muito doce o seu, sua escrita é um amor.
    Um beijo!
    Café de beira de estrada ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu ainda escrevo Rebeca, não com a mesma frequência, mas sempre que posso gosto de escrever, para não esquecer que amor a gente cuida todo dia né?!
      Beijos

      Excluir

Germine aqui um pouco de amor. ♥