20 junho 2016

CARTA PARA QUEM JÁ ME FEZ SOFRER

Aprendi muito com você, aprendi com as coisas boas e muitas outras com as ruins. Aprendi há não fazer jogo e sim fazer amor...
Aprendi que nessa vida estamos sujeitos a sofrer e que as maiores dores são causadas por aqueles a quem oferecemos o nosso te amo. Foi difícil aprender isso com você.

Passei longas madrugadas acordada sufocada com a cara dentro do travesseiro para abafar o choro que diferente de você se recusava ir embora.Vi minha alegria sumir, meu sorriso desaparecer, a esperança, o amor próprio, mas o amor que sentia por você ficou atracado no meu peito.
Naquele dia que você foi um covarde e me deixou ali parada do outro lado do portão com a dor de ter tido o peito aberto e o coração dilacerado eu te odiei e odiei durante muitos dias,semanas, meses, estações. Odiei lembrar de que você já havia me feito muito feliz e de repente nem bom dia me dava mais, te odiei por ter sido criança, por ter brincado de amor e depois enjoado. Por não ter sido leal, por ter me traído e não ter doido em você.
Com você aprendi a me  isolar, a rejeitar a imagem que via no espelho, a não sair para rir com amigos, a não entender a ordem das estações, a chorar com aquela canção. A ficar parada no tempo remoendo um amor que foi mesquinho.

E um dia quando meus pés e uma amiga me levaram em lugar onde eu não queria ele me encontrou, e diferente de você não teve medo de se lançar dentro dos meus olhos verdes amedrontados que ele insiste em dizer que é azul.
Ele me viu no invisível, se aproximou e pediu meu telefone, anotou meu Orkut e no outro dia não fez joguinhos, disse que iria ligar e ligou, me mandou um scrap pra dizer que me achou linda. Me convidou para o cinema e pegou na minha mão, perguntou sobre minha vida, das coisas que eu gostava, amou a cor do meu cabelo e o jeito que sorria e da covinha que aparecia no meu canto esquerdo.

Ele não disse que me amava, demonstrou com gestos durante seis meses e então depois colocou as palavras em ação junto com um anel de noivado no meu dedo. 
Ele não teve medo de amar, de não aguentar minhas crises de TPM, de me ver chorar descontrolada, ele me segurou na noite em que meu pai morreu porque a única coisa que queria era cair. Ele não teve medo se meu corpo mudaria depois dos filhos, não teve medo de estar perdendo a oportunidade de conhecer garotas mais bonitas.

Ele se jogou e só pediu uma única coisa: se joga comigo também?
E possa te contar um segredo? Com ele eu nunca tive medo.
E todo dia que eu acordo e a primeira coisa que vejo é ele com um sorriso bobo me olhando deixa a sensação de que preciso fazer ele ainda mais feliz. Sou grata porque um dia tive um amor mesquinho bem inho daqueles que não suporta os ventos do outono, que teve medo, que foi fraco, covarde, que foi traiçoeiro e que me ensinou a jamais ser assim.
Se um dia você ler ir isso (e sei que vai), saiba que não tenho magoa nem rancor, e que desejo que assim como eu hoje você tenha alguém que te faça sentir vivo em cada pedacinho do seu corpo.
Poderia te agradecer por um dia ter me dado um pé na bunda, mas quem merece é aquele moço que me viu quando ainda era invisível.
Esse texto começou sendo pra você, mas agora acabou terminando sendo do moço porque diferente de você ele me  deu um começo que não contem um fim.

Daqueles rabiscos que a gente encontra nos cadernos. 

25 comentários:

  1. Oi Camila, tudo bem?
    Adorei o texto, ficou lindo!
    Parabéns. =)
    Beijos,

    Priscilla
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  2. Camila mulher! Amei o texto.

    "alguém que te faça sentir vivo em cada pedacinho do seu corpo." Quero um alguém assim também, mas como acredito que tudo tem o seu tempo, por enquanto vou vivendo minha vida e desviando de pessoas que possivelmente podem me fazer sofrer. rsrs

    Amo seus textos!!

    Blog Luanne Oliveira

    ResponderExcluir
  3. Amei ♥ Às vezes é realmente isso, a gente precisa agradecer pelos aprendizados, pelas mágoas, pelas coisas ruins, mesmo que vindo de um alguém importante. É isso que nos amadurece, nos faz ser visível aos olhos de outras pessoas.

    ResponderExcluir
  4. Que texto maravilhoso. Ameei ♥
    "te odiei por ter sido criança, por ter brincado de amor e depois enjoado."
    Infelizmente, no mundo tem esses 'seres' que amam brincar de amor, e o brinquedo principal é o coração dos outros. Também já odiei alguém que brincou com meu coração. :/

    Beijos
    www.vestibulandaguerreira.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oii, que texto mais lindo!
    De verdade, me emocionei. Acho que estou de tpm hahah
    Mas pareceu tão sincero que quase chorei de emoção.

    Beijos,
    Natália.

    www.doprefacioaoepilogo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Que delícia de reflexão e 'tapa na cara', Mi! Tudo faz sentido no final, tudo passa e fica, tudo pacifica. Só o que não fica é a nossa vontade de voltar para o que não soube ficar. É como sempre ratifico: 'As mais árduas batalhas, a maior das grandes dores, as perdas mais canalhas, os mais fortes dos horrores, não vêm para qualquer um, não acontecem sem razão. Os melhores soldados são os postos em ação. É assim mesmo... Existe sim o que está escrito, e se não existe: inspire o ar. O que é bem dito não ganha borracha, porque se não mata, bendito será!'.

    SEMQUASES.COM

    ResponderExcluir
  7. Mulher! Que texto incrível, as vezes a gente só aprende assim, é triste, mas amei.
    Beijos! :D
    Borboletas de Papel | Fanpage

    ResponderExcluir
  8. Simplesmente , lindo.
    Me identifiquei muito com as palavras ...

    Beijos

    rosasdifusas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi, Cami!
    Gente, seu texto me fez lembrar algumas coisas que aconteceram na minha vida e que demorei a aprender com elas. Mas é como dizem: antes tarde do que nunca.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe da promoção de aniversário do Crônica sem Eira

    ResponderExcluir
  10. Oi Camila, sua linda, tudo bem?
    Como você também sou apaixonada por brigadeiro, na verdade sou chocólatra mesmo,risos...Fiquei lendo seu texto, sabe, eu acredito que existe uma pessoa certa para cada um, alma gêmea. E parece que você encontrou a sua (caso esse texto seja sobre você). No momento em que acontece, a gente não entende, a gente sofre, mas se ele foi embora, e se comportou dessa forma, era porque ele não era o certo. A maior prova é que você achou o certo logo depois. É mais do que aprendizado, é se arriscar, se jogar na vida, até pararmos diante daquele que será o para sempre. Adorei o seu texto!!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Ah, que lindo, Camila!
    <3
    Achei muito amor o texto.
    E é realmente assim, aqueles que a gente mais ama geralmente são os que mais magoam a gente.
    Mas o ditado é certo, o que não mata fortalece, e a gente aprende no meio do caminho, mesmo que na dor.
    Adorei!

    Beijoooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
  12. Oi, Cami.
    Meu Deus! descreveu tudo que senti á alguns anos atrás (falo assim como se eu fosse velha :c) e á alguns meses atrás também. Esses términos são demasiadamente dolorosos, mas fico feliz em saber que o amor ainda existe, e aguardo aqui no meu cantinho, sem pressa alguma, que algum moço me veja ainda eu sendo invisível, como aconteceu com você. Beijos ♥
    Ps: eu amo quando você escreve pro moço! :3

    Radioativa

    ResponderExcluir
  13. Oie Camila =)

    As vezes a vida faz a gente a prender do jeito mais complicado, não é mesmo?
    Achei lindo o seu texto, e acredito que todo mundo que já passou ou vai passar pelo fim de um relacionamento vai se identificar com partes dele.

    Parabéns!

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  14. Me identifiquei muito com o seu texto, Camila. Passei por uma situação muito parecida e, na época, eu me senti muito mal, mas, felizmente, também encontrei alguém que me aceitou do jeito que eu era.
    Beijos
    Bluebell Bee

    ResponderExcluir
  15. Ai Cami,cada vez que leio seus textos é uma pancada boa atrás da outra haha,adorei esse texto.
    A verdade é que às vezes as pessoas não tem coragem suficiente de enfrentar a pessoa nos seus piores momentos e fogem,até que encontramos alguém que enfrente a tempestade e chegue do outro lado por nós :D
    Perfeito <3
    Beijos ^.^

    ResponderExcluir
  16. Oi, Camila

    Que texto mais maravilhoso! E é pro seu marido, né? Quando eu cheguei no final eu pensei "não, isso aqui não é aleatório"...aí fui ali no perfil e vi "casada com o moço"! <3
    Belíssimas palavras! Às vezes fico impressionada ao perceber que a desilusão é igual para todo mundo. As circunstâncias podem até ser diferentes, mas a dor é a mesma.
    E que bom que você conseguiu seu final feliz!!!
    E a sua foto do perfil tá a coisa mais linda!!

    Beijo
    - Tamires
    Blog Meu Epílogo | Instagram | Facebook

    ResponderExcluir
  17. "Odiei lembrar de que você já havia me feito muito feliz e de repente nem bom dia me dava mais, te odiei por ter sido criança, por ter brincado de amor e depois enjoado." </3
    Coisas ruins acontecem porque precisamos delas para que coisas melhores apareçam na nossa vida. Acredito que seja Deus dando um jeitinho, uma chance da gente fazer a coisa certa, não é mesmo?

    ResponderExcluir
  18. Oi, Camila! Tudo bem? Awn, adorei o texto! Ficou muito lindo e com um "final feliz"! haha Tava com medo de no final ficar em lágrimas aqui rs

    Abraço

    https://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Oii Camila, que texto lindo, amei cada pedacinha dele, cada palvra carregada de sentimento <3 Parabéns!
    - Beijos, Carol!
    https://entrehistoriasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. esse primeiro cara é um otário, um otário! primeiro cara, se estiver lendo isso saiba que você é um otário! ASHUASHUA

    http://www.16primaverasblog.com/

    ResponderExcluir
  21. Olá! Adorei o texto! Há um tempo atrás eu tbm escrevia esse tipo de textos, mas sei lá, a inspiração e o tempo acabaram e parei de escrever, quem sabe tento novamente um dia destes!
    Beijo!
    http://booksmanybooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Oi Camila!
    Passando pra agradecer a visita e avisar que tem post novo no blog. =)
    Beijos,

    Priscilla
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  23. Oi Cami! Que lindo seu texto.
    Eu geralmente não tenho muita paciência pra ler textos, mas meus olhos foram direto para a frase que diz: "Esse texto começou sendo pra você, mas agora acabou terminando sendo do moço porque diferente de você ele me deu um começo que não contem um fim." e ai eu tive que ler do inicio.
    Você ta de parabéns mesmo, porque seu texto conseguiu me comover daqui. É uma linda história, e eu romântica boba como sou só espero um dia poder encontrar alguém assim também, que possa fazer todos os caras errados do passado parecerem um nada.

    Já disse que to apaixonada pelo seu blog? rsrs

    http://janeladememorias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  24. Cami,que texto lindo! Que saudadinha que eu estava daqui, e de ler teus textinhos <3

    ResponderExcluir
  25. Camila, esse texto ficou incrível! Vi tanta leveza e tanto significado nas tuas palavras que fiquei encantada! Adorei demaissss
    Beijoss
    www.vidaemmarte.com.br

    ResponderExcluir

Germine aqui um pouco de amor. ♥