terça-feira, 11 de novembro de 2014

DESAFIO DAS CARTAS: CARTA PARA O TEU AMOR


Toda vez que tenho que escrever para você meu cérebro já começa a dar sinais de colapso, porque para falar sobre e para você tenho que usar o coração juntamente com ele, e cê bem sabe como os dois se atrapalham quando tem que se unirem. Porque você confunde aquilo que é fácil, faz continha de 2+2 parecer equação de segundo grau.
Escrever para ti me faz reacender todos os nossos momentos como pisca pisca em noite de natal. Tudo vira uma grande mistura de cores e brilhos por cada canto meu. Me traz aquela sensação de aconchego que só uma boa xícara de chocolate quentinho e um terno cafuné conseguem.
É saber que não possuo dom nenhum de escrita e prosa, porque tudo vira aquela velha frase: eu amo você.
Enfim vamos parar de rodear e entrar de vez na ciranda que é te amar.
Preciso dizer talvez a mesma coisa, mas de forma diferente. Meu amor é teu, porque acredito que o amor é o mesmo, mas ele muda como a gente muda. E olhando lá no nosso comecinho como a gente mudou hen?
Aquele amor frágil e cristalino que parecia não resistir a nenhuma quedinha por menor que fosse virou um belo diamante, forte, bruto e fruta cor do jeitinho que é o nosso amor, pois somos arco-íris após chuva.
Poderia fazer um livro de palavras complexas para tentar traduzir de forma simplória o quanto o teu amor me mudou, recriou e transformou-me nessa mulher tão cheia de mim, ou melhor tão cheia de nós que não me cabo e vivo transbordando nossa felicidade pelos caminhos a fora.
Quero dizer que te amo hoje com o mesmo amor de oito anos atras quando ainda tímida te escrevi a primeira carta orando para que não fosse a última, no entanto te amo com muito mais intensidade e vigor. Nossa vida exige o máximo do meu desejo em te fazer feliz.
Toda vez que te escrevo penso que seria melhor se tudo isso fosse transcrito em forma de prosa bem pertinho dos teus ouvidos, porque minha fala se aquece no teu aconchego e meus braços encontram casa.
Por isso te peço vem aqui pertinho deixa meu coração driblar essa bobagem que meu cérebro tem com rimar para entrelaçada a você simplesmente te amar.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Germine aqui um pouco de amor. ♥