13 fevereiro 2017

RESENHA: TRÊS COISAS SOBRE VOCÊ

Sinopse: Setecentos e trinta e três dias depois da morte da minha mãe, 45 dias após o meu pai fugir para se encontrar com uma estranha que ele conheceu pela internet, 30 dias depois de a gente se mudar para a Califórnia e apenas sete dias após começar o primeiro ano do ensino médio numa escola nova onde conheço aproximadamente ninguém, chega um e-mail. Deveria ser no mínimo esquisito, uma mensagem anônima aparecer do nada na minha caixa de entrada, assinada com o bizarro nome Alguém Ninguém. Só que nos últimos tempos a minha vida tem estado tão irreconhecível que nada mais parece chocante.

Autor: Julie Buxbaum               Edição: 2016
Editora: Arqueiro                     Páginas: 288
Gênero: Romance                  Nota: 5/5 ♥ Favoritado




Três Coisas Sobre Você foi um dos livros que comprei na BF do ano passado e que queria muito ler, mas a correria do fim de ano, férias das crianças acabou me fazendo não ter um tempo de qualidade para leituras. Mas agora com o regresso das aulas a rotina aos poucos está voltando e com isso consegui minha segunda leitura do ano. Comemorem comigo por favor.



Jessie é uma adolescente que está com a vida de pernas para o ar depois da morte de sua mãe, ela e seu pai se sentem perdidos e não conseguem dialogar sobre isso. 
Depois que ela vai morar na Califórnia na mansão da nova esposa do seu pai tudo que ela tinha de certo está acabado.
No colégio novo todos os alunos parecem que fizeram parte Gossip Girl, ela definitivamente não se encaixa. Pra piorar o filho da atual esposa de seu pai parece nem um pouco afim de ajudar a moça a se socializar.


Quando  recebe o primeiro e-mail de Alguém Ninguém logo pensa que é uma das meninas do colégio querendo fazer alguma pegadinha. Mas a pessoa parece apenas querer ajuda-la a entender como as coisas funcionam nesse novo ambiente. Os e-mails são sempre engraçados e com pitadas sarcásticas o que amo.
Através da ajuda pelos e-mails ela consegue fazer amizades com duas meninas e nisso ela percebe que Alguém Ninguém talvez realmente só queira ajudar.

Ela acaba tendo uma quedinha por um dos garotos mais populares da escola que parece não estar aí pra ninguém muito menos pra ela, mas as coisas mudam por causa de um trabalho de inglês em que os dois formam dupla, de uma maneira estranha Ethan parece ter algo familiar.
Jessie consegue um emprego em uma livraria através de Liam que mais tarde descobre que é namorado de uma das meninas que a persegue e isso complica de vez sua vida no colégio.

Eu amei cada pedacinho desse livro, a autora conseguiu construir uma história simples, mas tão especial. Sabe quando termina com aquela sensação gostosa? Foi assim que me senti após ler o último capítulo.
Ao longo do tempo os amigos virtuais acabam ficando sem assunto, nisso AN tem a ideia de falar três coisas sobre ele, e a garota deve fazer o mesmo.
O legal é que cada mensagem trocada Jessie tenta advinhar quem é seu amigo secreto, ela começa lembrar de conversas com as pessoas durante o dia e fazer ligação com as mensagens, nisso a gente acaba embarcando na dela e colocando muitas pessoas como possíveis. Fiquei tão feliz quando minhas suspeitas foram confirmadas.

Apesar do livro falar sobre perda, mudanças ele não tem aquele peso. Na verdade é o oposto disso. Claro que a dor dos personagens é sentida, mas o livro se trata de como viver com elas.
A diagramação está perfeita, a capa é maravilhosa. Não encontrei erros de revisão. Tudo lindo. 
Três Coisas Sobre Mim
1. Amo café
2. Odeio matemática
3. Cheiro livro

Agora deixe Três Coisas Sobre 

08 fevereiro 2017

5 ON 5 : COISAS QUE ME REPRESENTAM

Quem aí estava com saudades de algum projeto fotográfico pode comemorar que X on X está de volta, dessa vez será 5 on 5.
Não está entendo nada? Calma que explico. O projeto se baseia em um número de pessoas no nosso caso 5, tirar 5 fotos sobre um determinado tema e postar todo dia 5 de cada mês. Aí vem a pergunta, mas hoje não é dia 8? Sim meu povo, eis que essa cabecinha se esqueceu, mas como diz o ditado antes tarde do que nunca não é mesmo. Perdoem a falha e não desistam de mim.
O tema para fevereiro foi coisas que me representam.

MATERNIDADE 
Bom, sendo mãe de três filhos todos lindos por sinal seria impossível que eles não estivessem por aqui. Sempre sonhei em ser mãe, e apesar dos tropeços acredito que tenho me saído bem.


LIVROS
Essa é uma paixão que ultimamente tem sido meio complicado manter no mesmo ritmo, mas sempre que consigo uma folguinha corro para meus queridinhos.

ESCREVER
Meu amor mais antigo sempre será as palavras. Isso também anda um tanto difícil. Ás vezes a vida exige algumas mudanças.

FOTOGRAFIA
Claro que isso também não poderia faltar. Atualmente virei fotografa profissional de uma mini pessoinha que me arranca os melhores e sinceros sorrisos. Já ouviram aquela frase "Quando nasce um bebe, nasce uma fotografa", prazer essa sou eu.
Agora olhem essa foto, essa pose, como resistir?

MÚSICA
Tudo que faço é movido a música. Lembro que aos domingos sentava na varando com meu pai e escutava Elvis a tarde toda.
Aqui em casa todos são ligados a música. O moço toca guitarra, baixo, bateria e violão desde os doze anos. Eu toco sax tenor e arranho no teclado. Arthur e Heitor estão aprendendo bateria.

Então é isso pessoas, espero que tenham gostado.

Veja os posts dos outros blogs: Paty Dibona | Sure, we have a blog | Cheiro de Pipoca | Florescências

06 fevereiro 2017

PLAY DE SEGUNDA

Quase sempre segunda-feira é um dia difícil. É aquele dia que você se pergunta dez mil vezes porque está saindo da sua cama enquanto ela continua quentinha e confortável, ou então é o dia que o alarme do relógio repete umas quinze vezes antes dos seus pés realmente tocarem o chão. Pensando nisso resolvi criar uma playlist mais animadinha.
Mas preciso compartilhar algo que aprendi faz um tempinho "Dia bom é você quem faz", então bora colocar um sorriso no rosto e agradecer porque seus olhos se abriram mais uma segunda-feira, que tal?
Valentina pediu para colocar Galinha Pintadinha, mas falei pra ela que vocês ainda não estão preparados para tanta emoção.
Bora mexer o corpinho. ♥

02 fevereiro 2017

TAG: 5 FATOS SOBRE MIM


Faz tempo que não respondo uma tag, na verdade acho que faz. O tempo está passando tão rápido que entramos em fevereiro e só fui me dar conta porque alguém postou no Instagram, ficar em casa deixa a gente meio aérea as coisas que estão acontecendo no mundo. Mas vamos voltar ao foco, por falar em foco com três crianças é preciso ter um estoque rs.
Resolvi responder uma tag pessoal, serão apenas cinco fatos sobre essa pessoa que um dia já foi ruiva, mas no momento está aguá de salsicha depois que foi requentada umas três vezes.
Como sei que tem um pessoal que chegou no blog ano passado achei que seria uma boa nos conhecermos melhor, e se quiser deixar cinco coisas sobre vocês nos comentários vou amar ler todos.

SOU SENTIMENTAL

Mas é sentimental ao extremo. Sou assim desde que me entendo por gente a famosa manteiga derretida. Choro com filmes, livros, quando estou na TPM consigo chorar até se não tem o pão que gosto na padaria. 
E se a pessoa resolve falar comigo para tentar me consolar aí que abro a cantareira.









FALO SOZINHA

Tá vocês podem pensar que isso é algo que muita pessoas fazem, o que não deixa de ser verdade. Acontece que vou bem além do falar sozinha. Eu falo, respondo e ainda consigo brigar comigo mesma.

TENHO MEDO DE FILME DE TERROR

Eu desteto filmes de terror, admito tenho medo mesmo. Odeio quando alguém me convida para assistir esse tipo de filme porque minha curiosidade fala mais alto que o medo. Passo 90% do filme com os olhos fechados e quando resolvo abri-los é logo naquelas partes que me faz ficar dormindo um mês com a luz acesa. E como anda caro ficar de luzes acesas me convidem para assistir comédias românticas combinado?!







CASEI CEDO

Me casei aos 19 anos, sim você leu direito aos 19. Muita gente na época torceu o nariz, reclamou, criticou, pensou idiotices do tipo "ela deve estar grávida, só pode ser isso". E muitas outras pensaram que eramos muito novos, minha mãe foi uma delas, mas mãe só quer ver os filhos felizes né. E a minha sabia que o Tiago era a minha felicidade.
Então no dia 17 de Novembro de 2007 (vamos completar 10 anos), num belo dia de sol, com gramas verdinhas e flores lindas por toda parte eu disse SIM para o homem da minha vida.










PERCO AS FORÇAS QUANDO DOU RISADA

Se quiser ganhar de mim é só me fazer rir. Chega ser ridículo meu filho de cinco anos consegue me derrubar. E se estou deitada a coisa é pior ainda, meus ombros dói ao ponto de não conseguir respirar, sente o drama.

Bom então é isso pessoas, espero que tenham gostado de saber um pouquinho mais sobre mim.

24 janeiro 2017

CARTA PARA MINHA MELHOR AMIGA


Hoje estava arrumando o quarto porque sim, continuo com o hábito de acreditar que toda segunda-feira tem que começar com mudança ainda que seja no meu quarto. E olha ele realmente estava precisando. Tirei tanta roupa, socada, amassada, empoeirada e fedendo a mofo que ás vezes penso que se mexer mais acabo chegando em Nárnia.
No meio daquela bagunça toda advinha quem achei? Sim. Você estava guardada em meu guarda roupa na forma daquela camisa xadrez azul com rosa que te pedi a uns dois anos emprestada e nem se quer cheguei a usar porque o espelho me confirmou que ela havia sido feita sob medida para você. Eu tanto acredito nisso que até hoje se encontrar com alguém com essa blusa na hora penso "Como assim?".
Sua camisa estava lá bem no fundinho da gaveta, naquele cantinho que quase nunca toco. De repente uma mistura de cheiro de roupa velha e saudade invadiram o quarto, que já não cabia mais eu ali naquele espaço tão repleto de você e da sua gargalhada de porco "ronc ronc". Comecei a rir de doer a barriga com direito a lágrima no cantinho do olho.


Você lembra do dia da fila do cinema? Eu cantarolando alguma música da Mallu Magalhães e você torcendo o nariz para meu gosto musical tão destinto do seu. Ou de como aquele carinha de black ficou nos encarando porque achou que eramos um casal, e de como fizemos disso uma grande piada. Diz que lembra, por favor.
Achei também na minha penteadeira o batom que você usou naquela festa de casamento chata. Ficamos tão entediadas que até as piadas da terceira série eram melhores que os noivos. Por isso guardo esse batom até hoje, para lembrar que mesmos nos piores momentos é possível rir, mas preciso confessar que a cor dele é horrível.

Já faz tempo que não vamos ao cinema, Mac, shopping, livrarias e cafés muitos cafés, mas só para mim, para você sempre uma coca-cola extra gelada.


Queria dizer que hoje bateu aquela saudade com essência de cupcake colorido aquele que só você sabe fazer.
Saudade dos seus conselhos pobres de argumentação e dos meus cheios de frases de mãe, meu vocabulário sempre foi mais rico com você. Bateu saudade do seu jeito desengonçado, da suas músicas estranhas, bateu saudade de nós duas jogadas na cama imaginando como seria seu casamento, se um dia você encontrasse alguém que suportasse essa risada estranha.
Quando foi que crescemos? Quando foi que a vida nos tragou para esse mundo cinza? Bateu saudade. E te escrevo porque meus sentimentos ainda não se acostumaram com esse mundo virtual e pouco sentimental, ainda sou daquelas que gosta de receber cartas, e sei que no fundo ainda que não confesse e jure de pés juntos que detesta essas coisas, sei que seu coração se aquece tanto quanto o meu quando abre a caixinha dos correios e vê seu nome no destinatário.

P.S: Devolva meu box de Gossip Girl



Um beijo minha Ron Ronc