20 junho 2017

RESENHA | VICTORIA E O PATIFE

Sinopse: Neste romance histórico juvenil escrito pela autora de “O diário da princesa”, acompanhamos a trajetória de Victoria. Criada pelos tios na Índia, ela é enviada a Londres aos 16 anos para conseguir um marido. Mas é na longa viagem até a Inglaterra que a jovem encontra o amor, na figura de Hugo Rothschild, o nono Conde de Malfrey. Tudo estaria ótimo se não fosse a insuportável interferência do capitão do navio, Jacob Carstairs. Por que ele não pode confiar na escolha de Victoria? Por que ele não a deixa em paz? Estaria Hugo escondendo algo?
Autor: Meg Cabot                   Edição: 2017
Editora: Galera Record          Páginas: 288
Gênero: Romance                  Nota: 3/5 






Olha quem resolveu dar o ar de sua graça depois de quase duas semanas sem postar nem uma receita de bolo. A verdade é que esse mês de junho começou bem agitado, primeiro aniversário do meu filho, depois surpresas para amigos, filhos no plural doentes e por fim eu também fiquei doente, aliás ainda estou, e já que estou em casa abandonei a preguiça de lado e vim resenhar esse livro que já tinha lido algum tempo, mas ainda não tinha conseguido parar na frente do computador.

Victoria e o Partife é o primeiro romance juvenil de época que leio. E para minha alegria achei uma leitura leve e bem fluída, só não ganhou meu coração por motivos de antipatia com a personagem principal.
A história é sobre Victoria uma jovem de 16 anos que morava na Índia com seus tios e que está de mudança para Londres para encontrar um marido. E é no navio mesmo que ela encontra seu futuro esposo o Conde de Malfrey, parecia ser o conto de fadas perfeito. Moça orfã encontra o grande amor de sua vida em uma grande embarcação, seria lindo se não fosse pelo capitão do navio Jacob Carstairs que sempre que os dois pombinhos estavam juntos arrumava uma maneira de atrapalhar o casal.


Quando Victoria chega a casa de seus tios em Londres percebe a grande bagunça que é aquilo tudo, e também se aproxima muito de sua prima Rebeca que para mim é melhor que a própria protagonista, nisso ela também convence a moça de arrumar um marido.
Preciso dizer o quanto a maioria das atitudes de Victoria me irritou, ela se mostrou o livro todo como uma jovem mimada, entrometida e chatinha, mesmo tendo melhorado no final o que quase sempre acontece.



A história é narrada em terceira pessoa o que nos faz ter uma visão melhor de tudo o que está acontecendo. O livro é repleto de humor bem estilo Meg Cabot, e apesar de ser um romance de época a linguagem é simples e fácil de trazer o leitor para perto.
Preciso dizer que achei a leitura um tanto previsível, mesmo assim conseguiu me arrancar alguns suspiros, mas não é um livro que te deixa sem folego entende? 
A capa é linda, o título é em relevo e as cores combinaram perfeitamente. A diagramação também é boa, as folhas são amareladas e mais grossas do que o normal.
É uma ótima opção depois de uma grande ressaca literária ou para um fim de tarde, como ele é fininho em um dia consegue terminar.

E você já leu? O que achou?

10 junho 2017

DESPEDIDA


Achei que tudo havia acabado naquele momento,quando nós nos despedimos,quando nenhum dos dois quis olhar para trás. Achei que a vida não iria ter mais cor,que tudo o que eu havia sonhado iria por terra,mas não foi bem assim.


Eu ainda lembro das promessas,dos dias em que mesmo na chuva nós continuávamos abrigados nos abraços e nos mantínhamos quentes pelo calor da presença um do outro,mas não dói tanto agora,eu tive que sonhar alguns novos sonhos,tive que abrir mão de algumas coisas,e ainda assim estou bem,ou melhor do que eu esperava.



É claro que eu não superei por completo,aliás acho que ainda vai levar um bom tempo até eu conseguir,mas agora eu sei que isso é possível,porque se fosse para ter um final diferente já era para ter acontecido,nós nos procuraríamos e juraríamos nunca mais dizer adeus,só que estamos aqui,cada um de um lado da rua,nem olhando em volta,concentrados demais em nossos problemas para prestar atenção ao movimento,perdidos nos pensamentos aleatórios demais para terem sentido e seguimos nessas vidas tão paralela uma da outra.


Eu juro que achei que havia acabado com tudo que eu era naquela tarde,eu achava que eu só era eu quando você estava por perto,que tudo só faria sentido se você estivesse aqui,mas não,eu continuei sendo eu mesma,caindo e levantando,sorrindo e chorando,inconstante como uma tempestade,sensível como um furacão de sentimentos.
E depois daquele momento eu entendi,que nem sempre as pessoas vão permanecer na sua vida,mas aquelas que precisarem estar vão ficar. Independente do tempo,da história ou dos obstáculos,então eu não preciso me preocupar em não te ter,porque ainda estão por aqui todos aqueles que eu preciso e precisam de mim.

05 junho 2017

SE EU NÃO TIVESSE VOCÊ





Se eu não tivesse você para me amar não teria esse sorriso feito bola de sabão no rosto. Eu nunca descobriria o quanto um prato de lasanha é sensacional muito menos que seria o meu prato favorito. Alias foi você que me apresentou esse mundo tão cheio de sabores e cores.
Se eu não tivesse você para me mostrar o quanto Arctic Monkeys é sensacional jamais ouviria Do I Wanna know com a sensação de que uma música foi feita para me lembrar de alguém.

Seu eu não tivesse você para me segurar na frente do espelho e me mostrar que sou linda jamais acreditaria que o espelho ás vezes mente.
Se eu não tivesse você provavelmente eu teria mais dinheiro no bolso, porém meu coração estaria tão vazio que nem mesmo aquele sonho antigo guardado em uma das minhas agendas de ir para Paris faria me sentir mais cheia de algo.

Se eu não tivesse você para corrigir as músicas que insisto em cantar errado, talvez o repertório fosse preto e cinza, e eu também não dançaria livre na cozinha sem me importar com o ritmo.
Se eu não tivesse você para ficar admirando minhas sardas enquanto durmo, eu ainda teria medo de apagar as luzes.
Se não tivesse você aqui dentro fazendo arco-íris dos meus dias ruins eu nunca perceberia que é preciso desfrutar até mesmo dos dias de chuvas para então apreciar o sol quando ele voltar.

Se eu não tivesse você para dizer com o olhar o quanto me ama eu ainda seria aquela menina de boné rosa perdida e amedrontada com o tamanho desse mundão.
Se eu não tivesse você eu não teria uma coleção de textos iguais à música da Clarisse Falcão sobre uma pessoa só.
Se eu não tivesse você para dividir o sorvete de chocomenta não teria graça ver que de alguma maneira nunca consigo sair limpa dos resquícios dele.

Se eu não tivesse você aqui me transbordando diariamente jamais entenderia que amores de verdade não se completam se transbordam tanto que geram sementes e você me deu três tão lindas e tão profundas que germinaram três corações fora do meu peito.
Se eu não tivesse você a única coisa cabível seria percorrer caminhos para te encontrar. E orar baixinho para que você me achasse em alguma rede social e me mandasse “oi te achei linda”

Se eu não tivesse você não seria eu.

03 junho 2017

POESIA MATEUS SANTANA


Olá galerinha, hoje quero mostrar alguns textos e imagens que eu gosto muito do autor Mateus Santana, a escrita dele é suave e sonora, e me deixa sempre encantada, confiram comigo :D



"Encontre alguém que te olhe devagar. Que queira perder tempo com você, pois sabe que com você, perder é ganhar. Encontre alguém que namore cada detalhe do seu rosto, o desenho dos seus olhos e como eles fecham quando você sorri. Encontre alguém que não ache alta sua gargalhada, que na verdade, procura causar todas elas, pois já que essa risada não toca nas rádios, que continue ecoando no teu peito. Encontre alguém que te procurou o tempo inteiro. E que só se perca dentro do teu abraço, e não consiga mais sair. Encontre alguém que sabe o que te deixa triste, e procura fugir disso, que saiba o que te deixa feliz e assine contrato vitalício com esses motivos, pra você poder receber sempre. Encontre alguém que acha a melhor coisa do mundo, segurar tua mão, que desenha com o toque, cada detalhe, que aperte -mas não com força- pra entender que é real. Encontre alguém que acredita ser a pessoa mais sortuda do mundo por ter te encontrado, e que nunca mais queira te perder."



"Engraçado né? Te vejo quase que sempre, mas de uns tempos pra cá, te ver não mata minha saudade, saber que vou te encontrar não me causa euforia. Parece discurso de quem não gosta mais, mas não é isso. Eu gosto muito de você, na verdade, eu te amo. Mas é que, mesmo estando perto, mesmo estando com você, parece distante. Tá tudo mudado, eu não sei se notou, acho que não notou, senão seria diferente. Mas mesmo aqui, você está ausente. E é isso que me dá saudade, queria encontrar aquela parte sua que parecia querer estar presente. E hoje eu entendo que distância é muito mais do que física, é muito mais do que uma unidade de medida de comprimento. Distância é sobre onde tá tua vontade de estar, você parece não querer estar aqui, e é isso que me mata. Pois ainda sim quando te vejo, continuo sentindo tua falta."



"Eu sei de todos os seus gostos. Do filme que te faz chorar, da série que te faz virar a noite, da música que escuta várias vezes ao dia. Sei de cada cicatriz sua, da idade que tinha quando adquiriu, o teu perfume, o que não gosta de comer no almoço e o que ama comer no café da manhã. Sei que você sempre se atrasa, pois tem uma relação conturbada com horários. Sei qual cor mais gosta de roupa, qual corte faz no cabelo, quantas vezes lava ele na semana. Sei que não gosta muito de correr, mas ama andar onde tem verde, descer uma parada antes de casa, só pra poder aproveitar o caminho. Sei que ama gatos, apesar de ter alergia, e ama mais ainda cachorros, por não espirrar perto deles, ah, como poderia esquecer? Ama pássaros, não os que ficam dentro de gaiolas, mas os livres, pois esses sim representam o que você é. Eu sei cada traço teu, cada pose que faz quando sorri sem jeito - e eu amo o jeito que sorri - Te conheço tanto que talvez saiba mais de você, do que de mim. Alias, você não sabe nada de mim, assim como sei de você, posso te dizer qualquer coisa que perguntar, nem minha comida predileta você sabe responder. E apesar de falar muito sobre mim, você sabe tão pouco sobre, que até assusto. Sou só um desconhecido pra você né? Oi, prazer."

Bem,esses são só alguns dos meus achados,na página do facebook e instagram tem muito mais,e vocês?Gostaram também?Tem algum preferido?
Me conta :D
Beijos ^.^

02 junho 2017

TAG | 5 LIVROS QUE DEIXAM MINHA VIDA MAIS COLORIDA


Sabe aquela leitura que quando chegou no final te deixou com aquela sensação de felicidade? Ou aquele livro que quando alguém te pergunta você já o indica por ser muito bom?
Hoje resolvi listar 5 livros que fazem a minha vida mais colorida, os lindos que me deixam felizinha.


TRÊS COISAS SOBRE VOCÊ

Esse foi uma das minhas leituras recentes e que livro fofo. Toda vez que lembro da história sinto vontade de sair indicando para o mundo inteiro.
Ele conta a história de Jessie uma adolescente que morava com o pai após a perda de sua mãe, um dia ele volta de viagem e conta que se casou e que eles vão se mudar.
A nova esposa de seu pai é muito rica, o filho dela é estranho e o colégio uma zona de guerra e no meio disso tudo ela começa receber e-mail de alguém chamado Ninguém.
O livro é sobre perdas, recomeços, empatia, esperança e amor  (resenha completa) .


ANEXOS

Eu juro que tento não colocar a diva da Rainbow nas tags, mas é que amo todos os livros que essa mulher escreve, então por favor aceitem ela sempre irá aparecer rs.
Anexos conta a história de Licon um homem que ainda mora com sua mãe e que teve seu coração partido por uma ridícula. Ele arruma um emprego que todo fofoqueiro iria amar, sua nova função é ler os e-mails das pessoas da empresa e sinalizar quando houver conversar impróprias, nisso ele acaba se envolvendo com as conversas de duas amigas e daí pra frente é só risada e confusão (resenha completa ).
P.S: Queria uma fotinho melhor, mas emprestei para uma amiga e ela nunca me devolveu #todaschoram.


A SORTE DO AGORA

Sei que tem muita gente que não curtiu a leitura. Mas eu o amo de paixão e toda vez que penso nos personagens desse livro abro um sorriso.
Depois da morte de sua mãe Barthomew fica perdido, e encontra em Richard Gere uma ajuda para aprender como crescer (resenha completa).


EU AMO 

Sei era para ser apenas um, mas vou ter que roubar porque sou apaixonada por todos os livros da série Eu Amo.
Angela é uma inglesa que descobre que está sendo traída por seu noivo no casamento de sua melhor amiga. Então ela resolve fugir de todos e viaja para Nova York e assim começa as aventuras dessa mulher fabulosa (resenhas).


SURPREENDENTE !

Esse livro  apesar de ter a doença de Pedro como foco principal para mim é sobre amizade, confiança, carinho, respeito e acima de tudo superação.
Ele te faz acreditar que coisas impossíveis podem ser alcançadas.
O livro ainda ganha pontos por ser de autor brasileiro e a história acontecer em nosso país. Não costumo ler o mesmo livro duas vezes, mas esse com certeza é um que abriria uma exceção (resenha completa).

Qual é o livro que te deixa felizinho? Deixa nos comentários.